OPINE DEBATA PROPONHA – Questões para as chapas RJ-Sindipetro


1-Antony e Buca sabotaram a coluna das cipas. Vao continuar a agir assim?
2-Antony e Buca foram a reunião sobre punições e até hoje não retornaram o que aconteceu
3-Aurea Beart como coordenadora do Seforma e da Repressoes ignorou demandas
4-Roberto Ribeiro gasta o que nao deve, nao responde emails como coordenador
5-Teremos um regimento ou diretores farao o que querem?
6-Diretores liberados prestarao contas do tempo liberado?
7-A imprensa será democrática?
8-As contas/balancetes serão detalhados?
9-As reunioes do colegiado serao ao vivo e interativas ou continuaremos com reunioes fechadas mas ditas “abertas a categoria”?
10-Teremos pauta previa e atas das reunioes?
11-Natalia Russo, Coordenadora da Repressao, continuará ignorando demandas?
12-Ivan Luiz, diretor do DIEESE, diretores do DIEESE continuarao nao fazendo nada?
13-Secretarias continuarao sem email? Sem plano? Se divulgacao de custos e gastos?
14-A secretaria juridica continuara ignorando demandas e advogados sem email proprio?
15-Nao teremos as atas do conselho fiscal, este continuara sendo uma farsa?
16-Brayer continuara irresponsavel no SMS e perdendo os prontuarios das pessoas?
17-A comissao de etica da FNP funcionará?
18-Havera codigo de etica e comissao de etica no sindicato?
19-As CIPAs serao valorizados?
20-Havera a assembleia para definir as comissoes de base?
21-Teremos os planos de trabalho das secretarias?
22-Os emails encaminhados as secretarias e diretores serão respondidos em prazo hábil
23-Emails para o colegiado e secretarias serao repassados aos diretores com copia para o remetente?
24-As demandas dos associados serao protocoladas para acompanhamento pelo demandadante e com prazo de resposta?
25-Os congressos terao versao online e abertos para propostas? Estas propostas serao divulgadas?
26-Ivan Luiz é da comissao de etica da FNP junto com Arthur mas nao respondem email?
27-Haverão cursos de formação? A seforma vai funcionar?
28-Haverá uma secretaria de ativos?
29-Secretarias Especiais terão email?
30-As comissoes especiais como a de anistia terão email?
31-As CIPAS terão espaço no site sindical? Os cipistas eleitos?
32-As Comissoes de Base terão espaço no site sindical?
33-Os aposentados terão um espaço no site para eles?
34-Teremos zap por secretaria e zap da coordenacao e do colegiado?
35-Teremos um canal youtube?
36-Teremos um jornal especifico para aposentados?
37-Teremos pesquisas de satisfaçao e interesse para as bases?
38-Teremos votacao eletronica?
39-Teremos pesquisa sobre se a categoria quer direcao por proporcionalidade de chapas?
40-Os diretores usarao seus emails oficiais?
41-Teremos no site as atribuicoes especificas das secretarias e das comissoes?
42-Haverá punicao e denuncia os casos de abusos dos diretores e empregados do sindicato contra associados?
43-Teremos uma ouvidoria?
44-Haverá reducao das mensalidades? Hoje o sindicato ta mais caro que a OAB
45-Haverá rodizio de diretores?
46-Teremos um debate sobre como aumentar o numero de associados?
47-os sites sindicais terão anuncios para reduzir os custos?
48-haverá interaçao real com DIEESE , CUT, CONLUTAS ?
49-Haverá integração com outros sindicatos para reduzir custos e otimizar serviços?
50-Haverao estatisticas de acesso nas paginas dos sites sindicais?

Em um mês, gasto com aquecedor elétrico pode superar preço de aquisição


Em um mês, gasto com aquecedor elétrico pode superar preço de aquisição

SÃO PAULO – No inverno, a utilização de aquecedores elétricos torna-se mais comum nas regiões mais frias do País. Contudo, ao aquecer a casa, o consumidor pode estar esvaziando o bolso.

De acordo com pesquisa realizada pelo Idec (Instituto Brasileiro de Defesa do Consumidor), os aquecedores elétricos consomem muita energia elétrica, e se ligados por muito tempo podem encarecer a conta de luz, chegando a superar, em um mês de uso, o seu preço de aquisição.

Gastos
Para se ter uma ideia, um aparelho ligado por, aproximadamente, oito horas ao dia, durante duas semanas, pode gerar um impacto entre R$ 50 e R$ 95 mensais na conta de luz, dependendo do modelo.

Ainda conforme análise do Idec, os aquecedores a óleo são os que gastam mais: no mínimo, R$ 75 por mês. Na contramão, os do tipo gabinete, também chamados pelos fabricantes de ventilador, pois costumam apresentar alguma forma de ventilação, são os menos gastam energia.

No que diz respeito ao preço dos aquecedores, o levantamento do Idec constatou que pode variar de R$ 75 a R$ 399, uma diferença de 532%, sendo que os mais baratos, no geral, são os do tipo irradiador e os mais caros, os modelos a óleo.

Economize
Para economizar, na hora da compra, o Instituto aconselha que o consumidor pesquise bastante, já que, até entre os aparelhos do mesmo tipo e marca, a diferença de preço é significativa.

Quanto ao uso, a entidade diz o seguinte :

* Não utilize aparelhos com problemas na fiação ou nas partes expostas;

* Não ligue o produto em tomadas com problemas, pois pode ocorrer curto-circuito e incêndio;

* Não use o aquecedor na cozinha e no banheiro, pois o contato com a água pode danificar o produto e colocar o consumidor em risco;

* Não compre aparelhos do tipo irradiador se tiver crianças ou animais domésticos em casa, pois o risco de queimadura é grande;

* Quando o aquecedor estiver ligado, mantenha-o longe de crianças, animais domésticos e materiais combustíveis;

* Tome cuidado para que o aparelho não tombe;

* Mantenha a circulação de ar no ambiente, especialmente ao utilizar aparelhos do tipo irradiador ou gabinete;

* Use com moderação para economizar energia.

Pesquisa
Para a pesquisa, o Idec analisou as características de quatro tipos de aquecedores elétricos de nove marcas diferentes. O levantamento de preços foi realizado entre os dias 3 e 7 de maio nos sites de grandes varejistas.

Já o cálculo do consumo de energia foi feito com base na tensão de 127 V, por ser a mais presente nos lares brasileiros, no valor do kWh do mês de abril da concessionária Eletropaulo, que atende o estado de São Paulo (R$ 0,41766 com impostos).

Recomendar!
Por: Gladys Ferraz Magalhães
29/06/10 – 12h14
InfoMoney