PLR – 1997

Fonte: IMPRENSA DO SINDIPETRO-RN

No final de 1997, a Presidência da Petrobras alardeou e comemorou a marca de um milhão de barris produzidos por dia pela Petrobras pela primeira vez. Tal produção ainda não garantia o sonho da auto-suficiência nacional na produção de petróleo. Em todo caso, se a direção da empresa tinha motivo para comemorar, o petroleiro o tinha ainda mais. Com dedicação e competência, o conjunto dos trabalhadores da Petrobras era responsável pelas marcas e pelos recordes de produção, produtividade e eficiência da empresa. Junto a esse feito, veio o anúncio do lucro recorde de R$ 1,43 bilhão, 130% maior do que o do ano anterior.

Em 1998, os petroleiros partem para conquistar, pela primeira vez, a PLR, realizando uma campanha exclusiva para essa questão, desta vez fora da data-base. No entanto, estranha e inesperadamente a direção da Petrobras abandonou aquela comissão que discutia os critérios da PLR e arrastou a negociação para a campanha reivindicatória. Sem qualquer discussão com as lideranças sindicais, informou intenção de pagar um valor, de 1,3 Salário-Básico. O valor destinado para a PLR foi de 72 milhões, o equivalente a 13% dos dividendos dos acionistas (R$ 577 milhões).

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s