http://euautista.blogspot.com.br/2009/08/do-frio-desespero-da-solidao.html

Baseado na minha experiência pessoal, eu gostaria de hoje discorrer sobre a relação dos Aspergers para com o Amor.

Muita gente considera Aspergers socialmente limitados e incapazes de se relacionar com alguém do sexo oposto numa relação amorosa.

Mas estas pessoas estão tremendamente enganadas!

Meu próprio passado depõe contra isto, com tantos relacionamentos que já tive na vida,aí inclusos relacionamentos casuais.

E vejo muita gente Asperger na internet namorando, casada e até com filhos.

Mas como é o relacionamento de uma pessoa Asperger com uma pessoa neurotípica do sexo oposto quando bate o Amor?

Claro que isto varia muitíssimo de pessoa para pessoa, tanto do lado Asperger como do lado Neurotípico.

Mas posso dar como exemplo meus próprios relacionamentos.E é com base nestes que vou falar:

Todo relacionamento amoroso tem o potencial para ser complicado com o tempo, não importa se estamos falando de Aspergers ou neurotípicos.

Mas se me perguntassem como foram estes relacionamentos , eu diria:Profundos !

Aspergers, ao menos no meu caso, costumam ser mais carinhosos, atenciosos aos detalhes, e se entregarem de maneira corajosa, profunda e dedicada.Para isto contribui o fato dos Aspergers serem mais sensíveis e emotivos.Então uma garota neurotípica pode perfeitamente esperar que se ela fizer um Asperger sofrer, que ele chore de amor por ela, sem por isto sentir vergonha.Aliás, nem é vergonha,é o que se espera de um sentimento profundo que ,ele extravase.Mas não com frequência, pois para a maioria dos Aspergers, mesmo os maduros, é preciso o sentimento explodir para ser extravasado.

Aspergers, por sua intensa carência afetiva, tendem a serem mais “pegajosos” também.

Sim, isto mesmo- quando imaturos não gostam de tocar, nem serem tocados, mas no momento em que descobrem as delícias do tocar e ser tocado,das carícias, do sentir-se querido e amado e descobrir-se amando e apaixonado,isto de não gostar de ser tocado desaparece completamente, ao menos pela pessoa amada.

E ele aprende rápido as delícias das carícias amorosas;mulheres neurotípicas geralmente elogiam muito os toques deles- a carícia é tão mais gostosa quanto mais profundo é o sentimento!

Os Aspergers tem no romantismo seu forte, e costumam ter talento para deixarem marcas profundas no coração e alma de suas amadas, sem falar em presenteá-las com lembranças inesquecíveis de amor,para a vida toda.

Mas, e em relacionamentos a longo prazo,como o Casamento,por exemplo?

Bom, Aspergers tem a tendência de serem maridos muito fiéis, amorosos e carinhosos, mas num casamento, por incrível que pareça,o Amor não é tudo.

A neurotípica que se casar com eles terá de tolerar as manias deles e suas rotinas.O Asperger também tem a tendência de se fechar na relação a dois, ou seja,concentrar a relação só nos dois e só fazer programas a dois, e como geralmente não tem amigos, ou tem poucos,não faz programas em turma, não reúne amigos em casa,e acaba, mesmo sem querer, fazendo a esposa se afastar dos(as) amigos(as) dela e se relacionar só com o marido, ficando os dois muito em casa e pouco saindo, a não ser para trabalharem, e nas raras vezes que fazem programas externos a dois.

Isso faz com que o Asperger acabe levando sua cônjuge a ser solitária também,trazendo ela para sua própria solidão.E não é qualquer mulher que tem estrutura psicológica para suportar uma vida de casal isolada.

Por isto o Asperger tem a tendência de escolher, e se apaixonar , por mulheres pouco sociáveis, fechadas, tímidas ou mesmo deprimidas.

Mulheres deprimidas são, de certa forma, muito mais fáceis de conquistar, posto que emocionalmente carentes,”baixando” suas exigências sociais,e vendo no Asperger seu Príncipe montado no cavalo branco, rendendo-se fácilmente ao extremo romantismo e sentimentos puros, profundos e verdadeiros deles.

De certa forma, a carência afetiva tem seu lado bom:aumenta a sensibilidade e faz a pessoa amar mais profundamente e se entregar mais, eliminando barreiras para a chegada da paixão.

Aspergers tendem a se apegar muito à pessoa amada e ter muita dificuldade de se separar quando a relação vai mal.Eles costumam lutar bravamente para tentar manter a pessoa consigo.

Eles não lidam bem com a rejeição, e como são sensíveis, se magoam com facilidade.Por isto, mesmo que não de forma clara, ou mesmo inconscientemente,eles costumam cobrar de suas parceiras uma quantidade inesgotável de carinho e demonstrações de amor, tantas quanto eles mesmo dão, já que pensam que se eles dão tanto, a outra parte tem a obrigação de corresponder na mesma medida.Só que muitas vezes a  pessoa amada simplesmente não é capaz de corresponder numa proporção tão gigantesca,e nestas horas o Asperger se sente profundamente rejeitado e magoado e isto pode até estragar a relação e causar mágoas e rejeições mútuas,com os dois se magoando sem brigar agressivamente, mas se machucando psicológicamente num processo dolorosamente angustiante.

Mas Aspergers são também pessoas muito compreensivas  e aprendem com os erros do passado, tendendo a não mais cometer os erros do passado nas novas relações.

Mas tudo isto, enfim são coisas que todo relacionamento amoroso está sujeito, e se o sentimento for profundo o suficiente, eles podem superar juntos estas dificuldades e serem  sim muito, muito felizes, culminando num relacionamento para toda a vida, e absolutamente inesquecível !

 

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s