EPITETO: 7 LIÇÕES PARA UMA VIDA TRANQUILA.


O Contemporâneo

O ContemporâneoFollowOct 27, 2019 · 4 min read

Image for post

O que importa não é o que acontece, mas sim como você reage.
Epiteto

Acredito que essa frase possa transmitir um resumo conciso das ideias de Epiteto e, principalmente, da filosofia estoica.

Epiteto foi um escravo nascido em Hierápolis (atual Turquia) em 55 D.C. Apesar de sua condição, seu mestre o enviou para estudar filosofia com um dos famosos estoicos da época, Caio Musônio Rufo.
Logo mais, se tornou um homem livre e, com a banição de todos os filósofos de Roma, fugiu para Nicópolis na Grécia, onde permaneceu por toda sua vida ensinando sua filosofia.

Image for post

Um dos grandes presentes que Epiteto deixou à humanidade foi seu Enquirídio, um manual de conselhos estoicos práticos para o dia a dia.
Desde então, essa compilação de seus ensinamentos, transcrita por seu estudante Flávio, serviu como um guia prático para quem busca aplicar o estoicismo no seu cotidiano e, assim, alcançar uma vida de paz e serenidade.

Aqui estão 7 lições valiosas de seu manual.

1. Entenda o que está e o que não está sob o seu controle

A vida fica muito mais fácil quando deixamos de tentar controlar tudo à nossa volta. Isso porque é uma tarefa impossível, que acaba nos gerando frustração e prejudicando nossa tranquilidade.

É preciso entender que existem aspectos de nossa vida que podemos controlar e outros que não podemos.

O que você não pode controlar?
Seu corpo, suas posses, sua reputação, seu status,… Essas são algumas das coisas que não podemos controlar por completo.

O que você pode controlar?
Aquilo que você acredita, o que você deseja, o que você odeia, o que você busca evitar,… São exemplos daquilo que você tem sobre total controle em sua vida, pois remetem somente a você.

2. Lembre-se da condição natural das coisas

Como um estoico, é preciso entender a fragilidade do mundo, da natureza das coisas.

Por exemplo, um precioso bem material, seja um automóvel ou um celular. É preciso entender que ambos possuem uma condição de fragilidade: seu carro pode acabar em perda total, seu smartphone pode quebrar ao cair no chão, e assim como todos os demais bens.

O mesmo vale para nós, seres humanos — somos tão frágeis como um copo de cristal nas mãos de uma criança.
Portanto, é preciso sempre se lembrar dessa lição: diante da vida, cada momento é único; e diante da morte, é preciso aceitar a condição natural das coisas.

3. Lembre-se que as coisas podem dar errado

Assim como a lição acima, precisamos guardar na memória que o inesperado pode acontecer.

Ao planejarmos uma viagem, por exemplo, imaginamos que só teremos dias de sol; porém, pode-se acabar pegando um temporal durante todo o período, o que acaba se tornando uma grande frustração.

Ninguém gosta de ter suas expectativas derrubadas, portanto, o melhor mesmo é deixar de criá-las. Dessa forma, você só tem a ganhar, sendo surpreendido pelas boas surpresas e não sendo abalado pelas ruins.

4. Você não pode perder o que você não possui

O medo de perdermos algo sempre nos coloca em um estado de perturbação. Porém, o grande equívoco que cometemos é que, na verdade, não temos nada a perder.

Não temos nenhuma posse nesta vida: tudo que consideramos nosso, como uma propriedade ou um cônjuge, por exemplo, nada mais é do que um empréstimo temporário, o qual pode ser retornado no final de nossa vida ou antes.

Portanto, não tenha medo de perder nada, pois a verdade é que você não possui nada para perder.

5. Não há razão para invejar os outros

Diante de uma sociedade que preza pelos “campeões”, muitas vezes nos colocamos em um estado de infelicidade por nos compararmos com os outros.

É importante lembrar que nem sempre aqueles com mais prestígio, poder e dinheiro são mais felizes: grande parte deles são aprisionados por esses elementos e jamais chegam a um estágio de verdadeira felicidade.

Portanto, limite-se apenas as coisas que você pode controlar e pare de invejar os que aparentam ter mais que você. A liberdade e a felicidade não estão nos títulos e posses, mas sim dentro de você.

6. Olhe antes de pular

Em cada projeto que você empreender, tenha sempre uma visão ampla. Não pense apenas no que está envolvido agora, mas que forma isso pode tomar no futuro.

Cada aspiração sua envolve determinados graus de esforço e tempo. Portanto, você deve sempre considerar o quanto você realmente a deseja, para que não chegue lá na frente e se decepcione.

Nosso tempo é curto, por isso não podemos ficar agarrando e soltando objetivos, se não jamais sairemos do lugar.

Pense muito bem no que desejas e, então, se mantenha no papel que você escolheu para si mesmo.

7. Lembre-se da morte

Todos ensinamentos sobre paz e tranquilidade que o estoicismo propõe circundam a morte. E, realmente, tudo fica mais simples quando passamos a lembrar de que, no final das contas, somos apenas poeira no vento.

Em comparação com a morte, nenhuma das adversidades que a vida nos apresenta parecem ser tão importantes assim. Logo, não precisamos nos preocupar.

Devemos criar nossa própria felicidade, sem esperar que as coisas aconteçam do jeito que gostaríamos. Portanto, saúde a vida e tudo que acontece nela. Assim você estará no caminho de liberdade e felicidade que Epiteto nos mostrou.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s