Felicidade no Budismo


Ela não é uma sensação de prazer ou algo momentâneo. Mas é algo possível. E pode ser (sim!) o sentimento que determina cada instante da sua vida — se você aprender a controlar a sua mente. O monge budista Matthieu Ricard, é considerado “o homem mais feliz do mundo” e acredita nessa ideia e quer que ela circule por aí.

Felicidade, para mim, significa sentir-se completo, inteiro, adequado às circunstâncias e àquilo que estamos fazendo. No budismo, falamos de nirvana, um estado de paz e tranquilidade que alcançamos com a sabedoria”, explica Monja Coen. “Não há nada fixo, nem permanente, estamos em constante transformação.14 de jan. de 2019

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s