DESCOMPLIQUE A VIDA E VIAJE EM PAZ


Eclecia Rodrigues

Escrito por Eclecia Rodrigues

O tempo passa depressa e a cada segundo que o coração bate, lá se vai as porções da vida. Esse tempo como um “trem” que não para, que outrora impulsionou a vida e que, no entanto, segue seu destino. Assim, é o tempo que às vezes achamos que está rápido demais e logo queremos frear ou em outros momentos que não damos nenhum crédito.

Nesse universo, o que implica? São as malas do passado que pensamos? Será que é a ânsia de um futuro desconhecido? Sem me enganar, existem questões mal resolvidas que influenciam no nosso presente, que parecem descontrolar as marchas, perdendo o sentido de tudo, que na verdade deveríamos ter o controle dessa engrenagem e uma boa relação e condução com o tempo e a vida. Posso dizer que o presente é o único momento de controlar e organizar tudo, fazendo as pazes com o passado e parando de vez com essa ânsia de um futuro desconhecido. Vamos reagir!PUBLICIDADE

Diga-se com vontade, que o passado já era e de malas velhas não é do seu querer! Sente-se na poltrona e converse com o seu melhor amigo, o “eu”, e revire seu passado com o intuito de curar suas feridas, permitindo fazer um contrato de paz consigo mesmo. Sempre lembraremos das experiências negativas, que não adianta livrar-se delas, reconhecê-las e obtê-las como lições de vida é uma forma de enfrentamento, isso é um sinal de amadurecimento e enriquecimento de espírito. Não seja fraco de espírito, anime-se! Aprecie as paisagens nessa única jornada e fique em paz consigo mesmo neste trem da vida.

E o que dirá do futuro? O futuro é o nosso “agora” e o que fazermos no agora é: “Não se apresse”, porque o amanhã jaz! A partir de agora, será criativo tecendo seu destino sem medos, pois o futuro requer de nós novos caminhos e recomeços. Portanto, o “agora” é o manual da vida que possibilita aprender coisas novas, reconhecer as nossas falhas, de sermos atentos e preparados para enfrentarmos situações adversas e repentinas da vida. Enfrentar o passado não é fácil, muito menos os medos que nos sufocam, por isso é preciso criar equilíbrio mediante a trindade (Eu, o presente e o tempo), se superar alcançando a resiliência. Assim, como o passado é poluído e o futuro de aflições, o “agora” é “trem” desenfreado e prestes a descarrilhar, de fato, quem tem o poder de conduzi-lo, tem o poder de dominá-lo, parar o trem de jeito e ajeitá-lo nos trilhos.

O segredo é: Reconcilie-se com o passado, viva o momento e siga em paz nesta jornada, aproveitando ao máximo e sem complicações, pois além de você ser um passageiro, você também precisa ser um condutor!

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s