Michelangelo poderia sofrer de um leve autismo


29/05/2004 00:00

Roberto Caracciolo (ANSA)

O doutor Muhammad Arshad del Whiston Hospital de Prescott, estudou a vida do gênio Michelangelo e concluiu que provavelmente o artista sofria de uma forma rara de autismo.

Em particular Arshad e o colega Michael Fitzgerald do Trinity College de Dublim sustentam que Michelangelo sofria da síndrome de Asperger, ou seja, uma forma mais leve daquela grave disfunção psicológica representada por Dustin Hoffman no filme Rain Man que geralmente é associada a um prodigioso talento criativo.
O Asperger, escrevem Arshad e Fitzgerald na última edição da revista médica britânica Journal of Medical Biografhy, causa entre outras coisas comportamentos obsessivos e dificuldade nas relações com as pessoas. Características, estas, presentes na personalidade de Michelangelo di Ludovico Buonarroti.

Não por acaso, Michelangelo tinha dificuldade nas relações com o próximo, escrevem os autores: “Era um homem solitário, centrado em si mesmo, e concentrava a sua atenção exclusivamente nos seus trabalhos. Estas são características do autismo”, lê-se no artigo. Michelangelo era também “paranóico, narcisista e esquizofrênico”, continuam Arshad e Fitzgerald, tinha poucos amigos e era obcecado pela nudez.

A sua obsessão com o trabalho, além do mais, confirma-se pelo Juízo Final, uma obra na qual trabalhou por 8 anos.
Segundo Arshad, Michelangelo procurava controlar os seus empregados, a sua família, as finanças, o tempo e “muito mais”. Os autores lembram que, no inicio do século passado, alguns médicos perceberam alguns medos patológicos do artista: um o descreveu como uma “pessoa depressiva, esquizofrênica, biogenerativa com traços de paranóia e uma tendência homossexual”.

Alguns psicólogos acreditam que também a genialidade e a excentricidade do físico Albert Einstein remetam-se a Asperger e talvez também Newton, Sócrates, Darwin e Warhol sofriam deste mal.

“Muitos doentes, nunca diagnosticados, tornaram-se cientistas, artistas, músicos, declarou recentemente Barbara Kirby, fundadora do site O.A.S.I.S. (Online Asperger Syndrome Information and Support). Também Albert Einstein e Andy Warhol sofriam provavelmente desta síndrome” – também propõe Bárbara.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s