Prefixado ou pós-fixado: qual é o melhor tipo de investimento?


 

Débora Duarte e Bernardo Pascowitch, do Yubb

Na hora de escolher um investimento, você já deve ter se deparado com as palavras “prefixado” e “pós-fixado”. São características de investimentos (não são um produto em si). Existem CDBs prefixados, CDBs pós-fixados, títulos do Tesouro Direto prefixados, títulos do Tesouro Direto pós-fixados, LCIs prefixadas, LCIs pós-fixadas e assim por diante. Mas, como escolher? Qual é o melhor?

No post de hoje, o Yubb, seu buscador de investimentos online e gratuito, está passando pelo blog do BTG Pactual Digital para te dizer se é melhor investir em um título prefixado ou em um título pós-fixado.

Prefixados

Os investimentos prefixados são aqueles em que você já sabe qual será o rendimento desde o início. Como o próprio nome já diz, a rentabilidade está fixada previamente – ela é predefinida no dia do investimento e aquilo não será alterado por nenhum fator externo.

Na prática, a rentabilidade de um prefixado é mostrada em % ao ano (% a.a.). Portanto, quando você vir um investimento que rende 10% ao ano, por exemplo, significa que ele é prefixado.

Em uma aplicação prefixada, não importa o que esteja acontecendo no país ou na instituição financeira. Está definido que você irá ganhar X% ao ano e isso não sofrerá nenhuma alteração durante o período do investimento.

Pós-fixados

Os investimentos pós-fixados são aqueles em que você não sabe qual será o rendimento. A rentabilidade de um pós-fixado é vinculada a um indexador externo e você só saberá o rendimento final no dia do resgate. Os indexadores mais comuns são CDI, SELIC, IPCA e IGP-M, mas existem outros indicadores que também podem ter essa função.

Na prática, a rentabilidade de um pós-fixado é mostrada em % do CDI/SELIC ou IPCA/IGP-M + % — ou seja, rende um percentual do indexador ou o indexador acrescido de um percentual. Ou seja, quando você vir um investimento que rende 105% CDI ou IPCA + 3,7%, por exemplo, significa que ele é pós-fixado.

Nas aplicações pós-fixadas, a rentabilidade de seu investimento vai variar durante todo o período. Como está vinculada aos indexadores, a rentabilidade acompanha o momento da economia do país. Se o seu investimento estiver indexado ao IPCA, por exemplo, seu rendimento sempre estará acima da inflação.

Qual é o melhor?

Não existe nenhuma regra que defina qual é o melhor tipo de investimento, mas vamos tentar te ajudar 😉

Um investimento prefixado é um pouco mais arriscado do que um investimento pós-fixado. Isso acontece porque o prefixado é determinado no momento do investimento e, uma vez aplicado o dinheiro, não oscilará  em razão da situação econômica do país — ou seja, seu investimento pode ficar abaixo da inflação ou da SELIC. Para investir em um título prefixado, é preciso um pouco mais de experiência para que você consiga entender se aquela rentabilidade vai valer a pena no futuro.

Como o investimento pós-fixado está sempre indexado a um indicador da economia, ele acompanhará a situação financeira medida pelo indexador. Em outras palavras, o investimento pós-fixado irá oscilar de acordo com a oscilação do indexador. Quando você investe em um pós-fixado, é muito difícil perder dinheiro para a inflação, por exemplo. Já em um prefixado, isso pode acontecer com mais facilidade.

Por outro lado, em um momento de queda de juros, o prefixado pode ter uma rentabilidade altíssima. Como os indicadores (CDI e SELIC) estão sofrendo uma queda, o rendimento de um pós-fixado também sofreria essa queda. Já se você investisse em um prefixado acima da taxa de juros, conseguiria manter uma rentabilidade alta durante todo o período.

Por isso, é importante que você analise o seu perfil-investidor, o seu objetivo financeiro e a situação política e econômica do país para decidir se é melhor investir em um prefixado ou em um pós-fixado.

Para você, qual é o melhor? Investimentos prefixados ou pós-fixados? Deixe sua opinião aqui embaixo nos comentários!

Débora Duarte

Débora é produtora de conteúdo no Yubb e formada em jornalismo pela Universidade Presbiteriana Mackenzie.

Bernardo Pascowitch

Bernardo é fundador e CEO do Yubb, buscador de investimentos totalmente gratuito para qualquer pessoa encontrar opções para aplicar melhor seu dinheiro. Bernardo é formado em direito pela Universidade de São Paulo (USP).

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: