REGRAS DE PRÉ-ABERTURA/ PRÉ-FECHAMENTO/ FIXING – Formação de preço teórico (regras de fixing) B3 BOVESPA


REGRAS DE PRÉ-ABERTURA/ PRÉ-FECHAMENTO/ FIXING
Formação de preço teórico (regras de fixing)
Os critérios para formação do preço teórico estão descritos a seguir.
I. Primeiro critério: o preço atribuído ao leilão é aquele para o qual a maior quantidade de
ativo ou derivativo é negociada.
II. Segundo critério: havendo empate no primeiro critério, ou seja, havendo dois ou mais
preços para os quais a mesma quantidade de ativos ou derivativos é negociada,
selecionam-se os preços que geram o menor desequilíbrio na compra e o menor
desequilíbrio na venda e, no intervalo entre tais preços, toma-se como preço teórico o
mais próximo do preço da última operação ou, na ausência deste, o mais próximo do
preço de fechamento ajustado ou do preço de ajuste da sessão de negociação, com
arredondamento conforme variação mínima de apregoação, apenas para derivativos.
III. Terceiro critério: havendo empate no primeiro e segundo critérios, ou seja, havendo
dois ou mais preços para os quais a mesma quantidade de ativo ou derivativo é
negociada, e dois ou mais preços para os quais o mesmo desequilíbrio é gerado em
pontas opostas, atribui-se ao leilão o preço (igual ou entre os preços geradores do
empate no segundo critério) mais próximo do preço da última operação ou, na
ausência deste, o mais próximo do preço de fechamento ajustado ou do preço de
ajuste da sessão de negociação, com arredondamento.
Características
As características da formação do preço teórico estão descritas abaixo.
I. Não há rateio para ofertas ao mesmo preço, exceto nos casos previstos neste manual
de procedimentos operacionais de negociação.
II. O sistema de negociação utiliza uma escala de preços e não um único preço para
definir o preço teórico, sendo que este será o mais próximo do último preço ou do
preço de ajuste, quando aplicável.
III. Ofertas que estejam com preço de compra maior ou igual ao preço teórico e ofertas
com preço de venda menor ou igual ao preço teórico não podem ser canceladas e
nem ter suas quantidades diminuídas, sendo permitido somente melhorar o preço ou
aumentar a quantidade da oferta, exceto nos casos de correção e/ou cancelamento de
ofertas efetuados pela B3.
IV. Ofertas de compra com preço maior que o preço teórico e ofertas de venda com
preço menor que o preço teórico serão atendidas em sua totalidade.
V. Ofertas de compra e venda com preços iguais ao preço teórico poderão ser atendidas
totalmente, parcialmente ou não serem atendidas de acordo com a quantidade teórica
do leilão.
VI. Não será permitido registro de ofertas com quantidade aparente durante o leilão. As
ofertas com quantidade aparente registradas antes do início do leilão deverão
respeitar a regra de prioridade em sua quantidade divulgada ao participarem do leilão.
Se a oferta for alterada, a quantidade total deverá ser divulgada ao mercado.
VII. A quantidade restante das ofertas identificadas com qualificador executa ou cancela
(EOC) não atendidas serão canceladas no encerramento do leilão.
Prioridade
Para o fechamento de operações sujeitas a leilão, o sistema de negociação adotará a seguinte
prioridade:
I. as ofertas a mercado durante o leilão (MOA) e ofertas a mercado durante o call de
fechamento (MOC) serão atendidas primeiro. Se, na abertura do leilão, não forem
atendidas em sua totalidade, o saldo será eliminado;
II. ofertas limitadas por preço, respeitando-se a sequência cronológica de registro, exceto
as ofertas oriundas de operações canceladas, e reinseridas pela B3, terão prioridade
de fechamento ao mesmo nível de preço.
Prorrogação
São considerados fatos geradores de prorrogação de leilão os seguintes eventos:
I. São considerados fatos geradores de prorrogação de leilão os seguintes eventos:
II. alteração do preço teórico;
III. alteração da quantidade teórica;
IV. registro de uma nova oferta que altera a quantidade atendida de uma oferta registrada
anteriormente;
V. alteração do saldo não atendido;
VI. acionamento do túnel de proteção;
VII. por decisão da B3.
A B3 pode realizar a prorrogação ou abertura do leilão para preservar o regular
desenvolvimento das negociações.
Critérios de Prorrogação
CRITÉRIOS DE PRORROGAÇÃO TEMPO DE
PRORROGAÇÃO
1ª prorrogação: Ocorrendo alteração em um dos 4 critérios no
último 1 minuto (inclusive);
Prorroga por mais 1 minuto
2ª prorrogação: Ocorrendo alteração em um dos 4 critérios nos
últimos 30 segundos (inclusive);
Prorroga por mais 1 minuto
3ª prorrogação: Ocorrendo alteração em um dos 4 critérios nos
últimos 15 segundos (inclusive).
Prorroga por mais 1 minuto
Durante toda a sessão de negociação para o Mercado de Balcão Organizado caso o primeiro
critério de prorrogação seja atendido, isto é, houver alteração em um dos 4 (quatro) critérios
nos últimos 02 minutos (inclusive), o tempo de prorrogação do leilão será de 2 (dois) minutos,
as demais seguem a regra da tabela acima.
Após a terceira prorrogação, o tempo para que o leilão seja prorrogado bem como o tempo de
prorrogação não se altera, e se repete indefinidamente.
NOTA:
 Exclusivamente para o período de call de fechamento do Sistema Eletrônico de
Negociação, o tempo de prorrogação do leilão, caso o primeiro critério seja atendido,
isto é, houver alteração em um dos 4 (quatro) critérios nos últimos 2 (dois) minutos
inclusive, o tempo de prorrogação do leilão será de 5 (cinco) minutos, conforme Ofício
Circular Bovespa nº 052-2004

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s