Não é só o destino… é a jornada


Harley-Davidson é uma motocicleta que evoca sensação de liberdade aos seus donos. É comum vê-los reunidos andando tranquilamente pelas estradas, apreciando a paisagem, parando para descansar, e retomando a viagem, sem pressa. Qual o destino? Não importa, desde que a jornada seja bem aproveitada. Talvez por isso, uma das frases mais famosas cunhadas para a marca foi: “Não é o destino, é a jornada”.

 

Ao contrário dos motociclistas das Harley, o cristão tem um destino. Ele sabe para onde está indo, e um dia deseja lá chegar e reunir-se com todos os que estão a caminho, pois “não temos aqui cidade permanente, mas buscamos a que há de vir” (Hb 13.14).

 

Por que ter um destino é tão importante? Primeiro porque foi Deus quem pôs a “eternidade no coração do homem” (Ec 3.11). E na vida, é preciso saber pra “onde” se vai, pois essa direção é que determinará nossas escolhas e forma de viver.

 

Ironicamente, um motoqueiro “sem-destino” goza tremendamente da jornada, enquanto uma boa parcela dos cristãos – embora tenha destino certo – frequentemente “vive mal” a jornada.

 

Uma enfermeira, que acompanhou centenas de pacientes terminais, escreveu um livro revelando os arrependimentos mais comuns entre os que estão no leito de morte. Eles diziam:

 

1 – “Eu gostaria de ter tido a coragem de viver uma vida fiel a mim mesmo” (no leito de morte perceberam que durante a vida não honraram seus sonhos)

 

2 – “Eu queria que eu não tivesse trabalhado tanto” (relatado principalmente por homens que perderam a juventude, o crescimento dos filhos e o companheirismo de suas parceiras por conta do excesso de trabalho).

 

3 – “Eu queria ter tido a coragem de expressar os meus sentimentos” (ou seja, para ‘manter’ a paz, suprimiram tudo o que sentiam).

 

4 – “Eu queria ter mantido mais contato com meus amigos” (mas se tornaram herméticos em seus mundos, perdendo amizades ao longo dos anos)

 

5 – “Queria que eu tivesse me permitido ser mais feliz” (desejavam a felicidade, mas não modificaram padrões e hábitos que a impedia)

 

Não é difícil constatar que muitos dos que “estão indo para o céu”, estão vivendo mal a jornada. Não é só dizer orgulhosamente “Em Quem” eu creio que conta, mas o que eu passei a fazer de minha vida depois que Nele cri.

 

Salvação não é um “bilhete” de chegada… é um ponto de partida. Salvação é a oportunidade que Deus dá para rever meus conceitos e recomeçar a minha existência em novas bases.

 

Nada sei sobre o céu, por isso falo pouco sobre ele. É que a única fonte confiável sobre o assunto é a Bíblia, e Aquele que poderia revelar os segredos das habitações celestiais preferiu os temas relativos à Terra, como a tranquilidade dos pássaros, a beleza dos lírios, o pão de cada dia…. e falou de criança, de semente, de amizade, de vinho e de frutos… Sobre o céu, mesmo, apenas vislumbres.

 

Desconfio que quem não souber se portar na jornada vai se decepcionar na chegada. Quem não consegue viver bem com o seu próximo aqui, nem se alegra com as coisas simples da vida, não vai gostar do que vai encontrar lá. Para nós, cristãos, o importante não é só o destino, mas também como se vai.

 

(Deixo aqui a minha homenagem ao Osmar Roberto Pereira, e à Judith Domingues, que tinham um destino, e viveram alegres e intensamente a jornada).

The following two tabs change content below.

Pastor Daniel Rocha

Lorem ipsum dolor sit amet, consectetur adipiscing elit, sed do eiusmod tempor incididunt ut labore et dolore magna aliqua. Ut enim ad minim veniam, quis nostrud exercitation ullamco laboris nisi ut aliquip ex ea commodo consequat.

Post navigation

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s