Venda casada


Eu costumo dizer por aqui que “quem nunca fez uma venda casada que atire a primeira
capitalização”. Embora seja, infelizmente, comum no mercado – que, aliás, deveria ser
combatida –, a venda casada é uma prática proibida no mercado.
Em termos mais técnicos, a venda casada é o ato de subordinar a venda de um produto
ou serviço à aquisição de um outro produto ou serviço.
Para um exemplo prático, é só imaginar um gerente de uma agência bancária que
condiciona a emissão de um cartão de crédito à compra de título de capitalização que,
carinhosamente, chama de “poupança forçada”.
Importante ressaltar que a venda casada não se caracteriza por vantagens oferecidas a
clientes em nome do relacionamento que possui com a instituição. Como exemplo podemos
usar o fato de os bancos, por padrão, ofereçam a seus clientes isenção de tarifas bancárias
quando o investidor possui um determinado volume financeiro aplicado com aquela
instituição.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s