SIMULADO Anbima


Algumas questões deste módulo foram extraídas do material oficial da ANBIMA. No
entanto, isso não deve ser confundido com a divulgação de questões da prova. As questões
abordadas aqui não representam (em hipótese alguma) questões reais da prova. Elas
devem ser respondidas como teste de seu conhecimento, com o objetivo de auxiliar sua
compreensão.
1. O Produto Interno Bruto de uma economia representa, em valores monetários
e para determinado período, a soma de todos os bens e serviços:
A. Intermediários e finais, a preço de custo;
B. Finais, a preço de custo;
C. Intermediários e finais, a valor de mercado;
D. Finais, a valor de mercado.
2. O índice de inflação oficialmente utilizado pelo governo brasileiro para verificar
o cumprimento da meta de inflação é o:
A. Índice Geral de Preços do Mercado (IGP-M);
B. Índice Nacional de Preços ao Consumidor (INPC);
C. Índice Nacional de Preços ao Consumidor Amplo (IPCA);
D. Índice de Preços ao Consumidor (IPC).
3. A taxa de referência para o cálculo da remuneração devida em empréstimos
realizados entre instituições financeiras no Brasil é a:
A. Taxa Selic;
B. Taxa DI;
C. Taxa Referencial;
D. Taxa Básica Financeira.
4. A taxa DI é:
A. Apurada diariamente e aplicada com base em dias úteis;
B. Apurada diariamente e aplicada com base em dias corridos;
C. Apurada mensalmente e aplicada com base em dias úteis;
D. Apurada mensalmente e aplicada com base em dias corridos.

5. A taxa de juros utilizada no cálculo da remuneração dos saldos de contas vinculadas
ao Fundo de Garantia do Tempo de Serviço (FGTS) é a:
A. Taxa Básica Financeira;
B. Taxa Referencial.;
C. Taxa Selic.;
D. Taxa DI.
6. Um dos objetivos do Comitê de Política Monetária (COPOM) é:
A. Autorizar a emissão de papel-moeda;
B. Controlar a taxa de inflação oficial;
C. Regular o volume de crédito na economia;
D. Definir a meta da taxa Selic.
7. A diferença entre as taxas de juros nominal e real é dada pela taxa de:
A. Câmbio;
B. Inflação;
C. Juros básica;
D. Desconto.
8. A utilização de um índice de referência (benchmark) para um fundo de investimento:
A. Permite a verificação do desempenho relativo do fundo;
B. Limita a atuação do gestor do fundo à classe de origem daquele índice;
C. Restringe as operações do fundo aos ativos financeiros componentes daquele índice;
D. Indica que tal fundo tem gestão ativa.

9. Após a sua emissão, a negociação de títulos e valores mobiliários ocorre no
mercado:
A. Secundário;
B. Derivativo;
C. Complementar;
D. Primário.
10. Um fluxo de pagamentos denominado zero cupom terá o recebimento do rendimento:
A. Periodicamente;
B. No momento zero;
C. Junto do principal no vencimento ou no resgate, o que acontecer primeiro;
D. Por ser zero cupom não têm rendimento.

11. As reservas internacionais de um país representam:
A. O saldo que o governo desse país detém em moedas estrangeiras;
B. O saldo da dívida externa desse país;
C. Os títulos públicos emitidos pelo país;
D. O crédito disponível ao país junto a investidores estrangeiros.
12. Instrumento utilizado pelo banco Central do brasil para controlar a liquidez do
mercado financeiro:
A. Política Fiscal;
B. Política Monetária;
C. Política Cambial;
D. Política Creditícia.
13. Em um cenário de elevação da taxa básica e juros (Selic) é esperado, por consequência:
A. Elevação do IPCA;
B. Redução do IPCA;
C. Redução do DI;
D. Elevação do IGP-M.
14. Um determinado produto de investimento apresentou uma rentabilidade nominal
de 12% nos últimos 12 meses. Nesse mesmo período, o IPCA registrou uma alta
de 15%. Sendo assim, podemos afirmar que o retorno real do investidor foi:
A. Igual ao IPCA;
B. Igual a taxa Real;
C. Negativo;
D. Positivo;

GABARITO
1. D. Justificativa: A definição de PIB nos diz que tal medida representa a soma, em
valores monetários, de todos os bens e serviços finais (e não intermediários, para evitar
dupla contagem) produzidos por uma economia (ou seja, em determinada região),
durante um período (normalmente, um trimestre ou um ano), considerando o valor
de mercado dos bens e serviços (e não seu valor de produção ou seu custo). Assim,
apenas a alternativa (D) está correta.
2. C. Justificativa: O regime de metas de inflação no Brasil observa o Índice Nacional
de Preços ao Consumidor Amplo (IPCA), divulgado pelo IBGE, para verificar se a meta
de inflação está sendo atingida (ou o quão distante da meta está a taxa de inflação no
Brasil).
3. B. Justificativa: No Brasil, os empréstimos interfinanceiros – ou seja, aqueles entre
bancos e outras instituições financeiras – são remunerados pela taxa DI.
4. A. Justificativa: A taxa DI é apurada e divulgada diariamente pela B3 com base nas
operações de emissão de Depósitos Interfinanceiros pré-fixados, selecionando-se
apenas as operações de um dia útil de prazo (over) e considerando apenas as operações
realizadas entre instituições de conglomerados diferentes (Extragrupo), desprezando-se
as demais (Intragrupo). É também aplicada considerando-se apenas os dias úteis, em
uma base de 252 dias úteis por ano.
5. B. Justificativa: A taxa de juros utilizada para o cálculo da remuneração dos saldos
das contas vinculadas ao Fundo de Garantia do Tempo de Serviço (FGTS) é a Taxa
Referencial, conforme a Lei 8.177/91.
6. D. Justificativa: Conforme o Regulamento anexo à Circular 3.593, de 16 de maio de
2012, do Banco Central do Brasil, o Comitê de Política Monetária (COPOM) “tem como
objetivos implementar a política monetária, definir a meta da Taxa Selic e analisar
o Relatório de Inflação a que se refere o Decreto nº 3.088, de 21 de junho de 1999”.
Assim, apenas a alternativa (D) está correta.

7. B. Justificativa: A taxa de juros real é calculada (de maneira aproximada) subtraindo-se
a taxa de inflação da taxa de juros nominal. Assim, a diferença entre a taxa de juros
nominal e a taxa de juros real, para determinado período, é justamente a taxa de
inflação verificada nesse mesmo intervalo.
8. A. Justificativa: A função do índice de referência (benchmark) é oferecer um parâmetro
de comparação para o desempenho de um ativo financeiro, uma carteira de ativos
ou um fundo de investimento.
9. A. Justificativa: Após a emissão de títulos e valores mobiliários no mercado primário,
esses instrumentos podem ser negociados no mercado secundário.
10. C. Justificativa: Um fluxo de pagamento zero cupom é quando o rendimento não
é pago durante a maturação do fluxo. Todo rendimento é incorporado ao principal
e pago no vencimento.
11. A. Justificativa: As reservas internacionais de um país são representadas pelo saldo
que o Banco Central detém em moeda estrangeira. Quanto maior o saldo das reservas
internacionais, maior será a confiança dos investidores ao alocar recursos no país
detentor das reservas.

12. B. Justificativa: As políticas monetárias (Selic meta, compulsório, redesconto e Open
Market) são políticas executadas pelo BACEN para controle monetário. Em outras
palavras, são medidas de controle da economia e da quantidade de dinheiro disponível.
13. B. Justificativa: Quando a taxa de juros aumenta, podemos dizer que, tecnicamente,
o preço do dinheiro no mercado também aumenta. Com o custo do dinheiro maior,
temos que menos pessoas e empresas estariam dispostos a tomar crédito. Com menos
crédito em circulação, teríamos um consumo menor. Com menos pessoas consumindo,
portanto, temos queda dos preços e, consequentemente, redução do IPCA.
14. C. Justificativa: O rendimento real de um investimento é calculado descontando a
taxa nominal da inflação. Por aproximação, podemos usar a subtração. Nesse caso, o
IPCA foi maior que o rendimento nominal, portanto o ganho real foi aproximadamente
-3% – ou seja, negativo.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s