Advocacia criminalista: o que você precisa saber


Direito de defesa

É muito importante destacar que todo o cidadão tem direito a defesa, seja ele inocente ou culpado. Em ambos os casos, a pessoa acusada tem direito a um Advogado. Assim, algumas vezes este profissional terá o desafio de auxiliar um réu a provar sua inocência, mas, em outras, precisa ter o equilíbrio para negociar uma pena justa a alguém que cometeu um crime.

Nem é preciso dizer que ser Advogado de uma pessoa que cometeu um delito é algo um tanto complicado, pois muitas vezes é preciso ter muita habilidade para poder extrair toda a verdade contida em um caso, além de ter que lidar com a opinião pública, que na grande maioria das situações será totalmente contra o criminoso. Mas, como Advogado criminalista, este profissional deve estar preparado para atuar em qualquer situação.

Formação e habilidades

Para seguir carreira, o interessado deve se formar como bacharel em Direito, pois na faculdade ele terá toda a base necessária para poder exercer a profissão. Claro, também é preciso passar no exame da Ordem dos Advogados do Brasil (OAB).

Após estes primeiros passos fundamentais, é preciso fazer um curso de especialização, seja em Direito Penal ou Direito Processual Penal (ou ambos). Além disso, como todo bom Advogado, é necessário sempre ler muito e estar em constante atualização para acompanhar as novidades e mudanças de legislação. Alguns conceitos e disciplinas são particularmente interessantes para um Advogado criminalista, tais como: medicina legal, psicologia jurídica, criminalística, crimes digitais, entre outros.

O Dia-a-dia do Advogado criminalista

Quem opta por esta carreira precisa estar ciente de que não há uma rotina tranquila em tal área de atuação. No geral, o Advogado criminalista fica muito fora do escritório, visitando clientes, delegacias e centros de detenção, além de frequentemente participar de julgamentos.

Também é uma profissão que exige muita estabilidade e equilíbrio por parte do profissional pois, de modo geral, irá lidar com situações complexas, nas quais seus clientes estão emocionalmente abalados e/ou vulneráveis, e o Advogado precisa, de certa forma, oferecer um suporte básico para amenizar a situação da melhor maneira possível.

Em resumo, é uma vertente que exige muito conhecimento, dinamismo e jogo de cintura.

Áreas de atuação dentro do Direito Penal

Além de advogar, o profissional que opta por atuar no Direito Penal também pode prestar diversos concursos públicos para seguir as seguintes carreiras:

Defensor público:

Servidor público Estadual ou Federal, atua como Advogado para aqueles que são réus, porém não tem condições de custear um profissional para sua defesa.

Delegado da Polícia Civil:

Responsável por dirigir uma delegacia da Polícia Civil.

Delegado da Polícia Federal:

Pode instaurar e presidir investigações policiais a nível Federal.

Magistrado:

Uma das mais cobiçadas profissões entre Advogados, a carreira exige conhecimento não apenas em Direito Penal, mas também em outras áreas como: Direito Ambiental, Civil, Direito do Consumidor, Empresarial, entre outros.

Para quem tem o perfil aqui citado, apesar das dificuldades e desafios, o Direito Penal é certamente uma carreira apaixonante e que vale a pena.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s