O que a Bíblia diz sobre o ato de Procrastinar?


Quem nunca empurrou com a barriga de um problema ou de um projeto mais complicado que atire a primeira pedra. Procrastinar é um comportamento muito comum, mas também muito prejudicial.

O que é Procratinar?

Podemos definir procrastinar como um comportamento para adiar algo que temos que resolver, deixar para lidar com a situação depois.

O que a Bíblia nos ensina sobre Procrastinar

A ansiedade nos impede de realizar qualquer coisa produtiva. A Bíblia trata diretamente do tema em 2Tessalonicenses 3.11. Existem muitos textos bíblicos que exortam o trabalho árduo. Este, entretanto, descreve um grupo de “ansiosos ociosos”, que não estava contribuindo como deveria com a igreja.

Você também gostar

Para defini-los, Paulo usou uma palavra intrigante. Ele os chamou de procrastinadores. O termo presente no texto é composto do verbo “trabalhar” e da preposição “ao redor”. Poderíamos entender o verso como segue: “essas pessoas não trabalham; antes, elas trabalham ao redor”.

Aí está uma descrição bíblica de um procrastinador: diligentemente ocupado com coisas ao seu redor, enquanto aquilo que precisa ser feito fica parado. A menos que esteja fazendo o que Deus o chamou para fazer, você estará procrastinando.

Podemos recorrer a inúmeras justificativas e explicações, mas para enfrentar o problema é preciso começar a identificar toda estultícia, racionalização e autoengano, que possam ser usados para encobrir o pecado da procrastinação.

Procrastinar é pecado ?

Isso vai depender do motivo que te levou a procrastinar, se estiver ligado a preguiça com certeza é pecado!

A Referência Bíblica está em Provérbios 6: 6-11.

Como evitar Procrastinar ?

Pare de se castigar pela procrastinação.

Quanto mais estressado você estiver, maior será a dificuldade para arregaçar as mangas e colocar as mãos na massa, portanto, não fique bravo consigo mesmo. Em vez disso, mexa-se e faça o que precisa ser feito.

Leia também

A culpa e o arrependimento são emoções que drenam nossas energias — perder tempo gritando consigo mesmo por não ter começado uma dissertação há duas semanas só vai deixá-lo ainda mais cansado e frustrado, fazendo com que seja impossível terminar o trabalho a tempo.

Trabalhe na tarefa mais importante por 15 minutos.

Em vez de pensar no número total de horas que precisará dedicar a uma tarefa, simplesmente comece a trabalhar nela. Diga para si mesmo que só precisa fazer tal coisa por 15 minutos — isso vai deixá-lo menos intimidado com o tamanho do projeto e, provavelmente, você acabará trabalhando por muito mais tempo do que apenas 15 minutos.

  • Faça alguma coisa por apenas três minutos se 15 minutos ainda forem intimidantes demais.
  • Faça um intervalo de dois minutos quando o tempo de trabalho acabar e retome a tarefa depois dessa folga. Continue trabalhando em blocos de quinze minutos

Divida as tarefas em pequenos blocos.

Talvez você fique sobrecarregado só de pensar na ideia de terminar uma dissertação inteira ou completar todas as tarefas que foram acumuladas durante a semana. Em vez de encarar todas essas atividades como um grande obstáculo, divida-as em etapas bem pequenas — comece com algo bem simples e fácil e progrida a partir desse ponto.

  • Em vez de pensar “Preciso terminar a dissertação até às 22h”, diga para si mesmo: “Escreverei um breve esboço, depois acrescentarei as informações restantes e, em seguida, procurarei citações”.

Criamos um grupo de comunhão onde abastecemos diariamente com conteúdos sobre principalmente ensinamento, se você quiser participar é clicar no botão abaixo.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s