Dicas de higiene e limpeza caseira


CONTI outra

   

De um dia para o outro, pessoas que nunca tinham nem pensado nisso, correram para supermercados e farmácias atrás de embalagens de álcool gel. Dúvidas sobre o que seria necessário para matar o vírus nos ambientes surgiram e, por saber da necessidade de manter tudo limpinho e desinfetado durante a pandemia de coronavírus, a Revista Casa, em artigo de Ana Carolina Harada, publicou recentemente uma lista com 9 dicas para a melhor higienização das casas.

Abaixo, tendo em vista a necessidade de informações relevantes para a sociedade, nós reproduzimos essas dicas e, no final, colocamos uma dica adicional. Boa leitura:

1. Frequência: não existe um número exato de vezes que a casa precisa ser higienizada, isso depende se há alguém infectado, se há pessoas em exposição. O ideal é intensificar a rotina de faxina prestando atenção nos cômodos mais críticos, como cozinha e banheiro, que devem receber atenção diariamente;

2. Não esqueça dos detalhes: alguns objetos acabam passando batido na faxina, mas as maçanetas, corrimãos, controles remotos, interruptores e aparelhos eletrônicos são muito manuseados. Por esse motivo eles devem ser bem higienizados. Álcool 70% é uma boa opção para essa tarefa;

3. Use os produtos corretos: para limpeza geral, dos pisos por exemplo, água sanitária diluída é a opção para eliminar bactérias segundo o Ministério da Saúde (a proporção é uma medida de água sanitária para nove medidas de água); para louças e roupas não misture os detergentes, cada um com seu produto, pois assim eles têm eficácia garantida;

4. Mantenha as janelas abertas: a circulação de ar evita que se crie mofo, vírus e bactérias. Assim, recomenda-se que todos os ambientes, sobretudo os mais úmidos, como os banheiros, estejam sempre arejados;

6. Separe os panos e luvas: a ideia aqui é que, durante a limpeza, a contaminação não vá de um cômodo para outro. Panos coloridos são uma boa forma de separar os materiais específicos de cada espaço;

7. Limpe seus equipamentos de faxina: depois de terminar de limpar, higienize as luvas da mesma forma que as mãos, com água, sabão e álcool gel. Lembre-se de secar os materiais depois de lavá-los, pois panos e esponjas molhados podem criar bactérias;

8. Evite trazer objetos de fora: com muita gente em quarentena, a contaminação pode acontecer quando algo de fora entra na casa. Por isso, adote o costume oriental de tirar os sapatos antes de entrar em casa. Isso evita que as bactérias da calçada entrem. Se for possível, tome banho e tire suas roupas logo que chegar. Ao fazer compras de mercado ou em qualquer outra loja, higienize os produtos antes de guardá-los, incluindo caixas e latinhas;

9. Tudo separado: caso haja alguém infectado na sua residência é fundamental que toda a higiene do cômodo da pessoa, assim como suas roupas e objetos seja feita separadamente. Idealmente, a própria pessoa infectada deve fazer tais procedimentos.

Sugestão CONTI outra:

10. Não se escravize: Lembre-se que todos esses cuidados devem ser partilhados entre todos os membros da família. A divisão das tarefas, além de evitar a sobrecarga de apenas uma pessoa, ainda permite que os outros membros da família aprendam a fazer o serviço e se responsabilizem por uma cota diária de cuidados consigo mesmos e com os outros.

***

Com informações de Casa
Photo by CDC on Unsplash

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s