6 Sinais que você está se comportando como um Perdedor


  1. Excesso de reclamação – faça mais reclame menos
  2. Autocrítica excessiva – não se critique tanto
  3. Visão negativa de si mesmo – mude para uma visão positiva
  4. Comparação com os outros – não se compare
  5. Sentimento de inferioridade – psicanálise
  6. Pensamentos negativos – positivar

Thaís Araújo

Thaís Araújo

Psicóloga-Coach

Era final de um campeonato de futebol americano no Super Bowl em 1993. No intervalo do jogo, Jimmy Johnson o ex-técnico do time “Dallas Cowboys” deu o seguinte discurso aos seus jogadores:“Eu disse a eles que, se eu colocasse uma tábua no chão do vestiário, todos ali iriam andar sobre ela até o fim sem cair, porque nosso foco estaria em atravessá-la. Mas se eu colocasse aquela mesma tábua ligando dois prédios de 10 andares, muito poucos conseguiriam atravessar até o outro lado, porque o foco estaria principalmente em cair. Foco é tudo. O time que estiver mais concentrado hoje é o que irá vencer a partida.”Johnson pediu ao time que não se distraísse com a torcida, a cobertura da mídia ou a possibilidade de derrota, mas que mantivesse o foco em cada jogada como se estivesse num treino dos bons.Os Cowboys acabaram mesmo vencendo aquele jogo, por 52 a 17.

“Foco é tudo.”

É assim em nossas vidas. Devemos diariamente escolher olhar para as situações com o foco na superação e não nas possibilidades negativas, de derrota ou com medo de críticas e da opinião alheia.

A lente através da qual enxergamos as situações que enfrentamos na vida determina o modo como configuramos o problema e a solução.

O quadro mental faz muita diferença.

Preferimos focar nossa lente no problema ou na solução? Nos pensamentos pessimistas ou otimistas? Na autoconfiança ou no sentimento de inferioridade?

Infelizmente tendemos a perder o foco porque sempre nos preocupamos com as possibilidades negativas. Em vez de nos concentrarmos em andar na tábua, ficamos paralisados temendo as consequências de uma queda.

Mas com isto acabamos desperdiçando diversas oportunidades na vida, pois o medo da derrota nos paralisa.

Continue lendo para conhecer os 6 sinais de que você está focando sua lente em possibilidades negativas e está se comportando como um perdedor e como mudar este quadro mental. Veja depois como mudar isto:

  1. Excesso de reclamação
  2. Autocrítica excessiva
  3. Visão negativa de si mesmo
  4. Comparação com os outros
  5. Sentimento de inferioridade
  6. Pensamentos negativos
  1. NÃO SEJA UM RECLAMÃO

Você é a médias das 5 pessoas com quem mais convive

Eu criei uma grande audiência na rede social profissional LinkedIn.

Depois do Facebook, foi através do LinkedIn que eu comecei a divulgar o meu trabalho como Psicóloga e Orientadora Profissional e consegui os meus primeiros clientes.

Porém eu não gosto muito dessa rede.

Na verdade, não é que eu não goste desta rede social, pelo contrário, ela é ótima para atrair clientes, fazer negócios, encontrar parceiros e novas oportunidades profissionais, mas eu não gosto da forma como as pessoas têm interagido através dela ultimamente.

Quando eu entro no feed de publicações, o que mais encontro são reclamações. Publicações reclamando da crise, da falta de feedback dos recrutadores e empresas, da falta de oportunidade, dos baixos salários, das exigências das vagas, dos sites de emprego, etc. reclamam exatamente de tudo!

Não é que eles estejam errados, afinal não dar feedback, oferecer baixo salário a profissionais altamente qualificados, poucas oportunidades no mercado, tudo isso está completamente errado, mas quando apenas reclamamos, estamos focando no problema e não na solução.

Quando eu entro nessa rede e me deparo com essa explosão de postagens de reclamações eu acabo me desanimando.

É o mesmo com as notícias sobre a crise na televisão. O índice de desemprego assusta e acabamos nos sentindo desanimados e com medo de perder nossos empregos ou de não conseguirmos nos recolocar no mercado de trabalho.

Certa vez, quando trabalhava em uma grande empresa da área da saúde, passei a trabalhar diretamente com outra profissional que estava desmotivada com a empresa. Diferente dela eu amava trabalhar lá. Ela estava tão descontente e desmotivada, que passava o dia inteiro reclamando e falando mal da empresa. Aquilo começou a me afetar e apesar de eu gostar muito da empresa, passei a me sentir desmotivada profissionalmente – sem motivo algum –. Quando essa profissional pediu demissão, eu me senti aliviada e voltei a trabalhar feliz e motivada como antes.

Você já andou com uma pessoa que só reclamava? É absurdamente chato, não é mesmo? Mas o pior de tudo é que você acaba sendo “contaminado” emocionalmente por esta pessoa e por vezes, torna-se um “reclamão” também ou passa a ficar desanimado com a vida.

Cuidado com pessoas que reclamam de tudo, elas possuem “superpoderes” que nos fazem sentir-se mal.

Além de não andar com pessoas que reclamam de tudo, atente-se também para que esse “reclamão” não seja você.

Quando focamos no problema, expressamos ressentimento, medo e preocupação e isto cobre a nossa visão de encontrarmos uma solução.

Quando focamos na solução, expressamos criatividade, confiança e motivação.

Quando reclamamos atraímos pensamentos e sentimentos negativos, o que nos impede de vencer naquilo que estamos buscando.

Afinal, reclamar não nos leva a lugar algum, apenas aumenta o nível de desmotivação e tampa a nossa visão de enxergarmos novas oportunidades.

Quando estava passando por um momento difícil em minha carreira, escrevi a seguinte frase num post it e colei no monitor do meu computador: “da dificuldade nasce à oportunidade”.

E é exatamente isto. Toda situação difícil nos leva a enxergar novas formas de lidar com a adversidade, sempre saímos mais fortalecidos das situações penosas, mas isso só ocorre quando estamos abertos a olhar para a situação como uma forma de aprendizado e não apenas como uma situação ruim.

Escolha hoje mudar o foco da sua visão e passar a enxergar a situação difícil como um aprendizado. Não foque no problema, foque sempre na solução.

E atente-se para as pessoas com quem você mais convive. Elas estão te levando pra cima ou te levando pra baixo? Estão te motivando ou desmotivando? Estão contribuindo para o seu crescimento pessoal e profissional ou estão te deixando sentir-se inferior e sem valor?

Assim como quando aquela profissional desmotivada parou de trabalhar comigo e isso me fez sentir-se bem novamente, passe a afastar-se de pessoas que fazem você sentir-se desmotivado e sem valor. Eles não são amigos, pelo contrário.

2. AUTOCRÍTICA EXCESSIVA

Tudo aquilo pelo que você se culpa você faz de novo. Tudo.  Luiz Gasparetto

Outra característica de que você está se comportando como um perdedor é a autocrítica excessiva.

Autocrítica é quando criticamos a nós mesmos, nossos atos, comportamentos, pensamentos e emoções.

Um pouco de autocrítica é necessário e importante, para que busquemos sempre nos aprimorar e melhorar, porém quando ela se torna excessiva, acaba provocando sentimentos negativos, que contribuem para uma autoimagem negativa e uma baixa autoestima.

Pessoas que se cobram demais ou se criticam demais, nunca estão satisfeitas com suas conquistas e ações, “nada está bom”, “poderia ter sido melhor”.

É claro que não devemos estar satisfeitos com nossas conquistas, sempre podemos crescer e melhorar, porém precisamos nos alegrar com as pequenas conquistas.

As pequenas conquistas são o combustível para que possamos nos fortalecer e buscar coisas ainda maiores.

Quando não nos permitirmos alegrar-nos com as pequenas conquistas e estamos constantemente nos criticando, a caminhada em busca de grandes objetivos se torna penosa e desmotivadora, e ainda sim, quando alcançar o grande objetivo você ainda não estará satisfeito.

É importante frisar que todos erram e possuem defeitos. Perder tempo se criticando demasiadamente por seus erros e defeitos é viver em uma eterna prisão em que não é permitido ser feliz.

Se durante a sua infância e adolescência você foi severamente cobrado e criticado por seus pais ou responsáveis, isto não precisa se repetir hoje.

Considere o seu passado, mas não viva o presente da mesma forma.

É impossível voltar e apagar o seu passado, mas é extremamente possível escrever e viver uma nova história hoje.

Ao invés de se criticar excessivamente por seus erros ou dificuldades, busque formas de melhorá-los e lidar com eles.

Novamente devemos usar a técnica do foco.

Não foque a sua visão em suas dificuldades, mas foque em como superá-las.

Quando focamos em nossas dificuldades, perdemos muito tempo nos criticando e nos depreciando, o que não nos leva a lugar algum, apenas nos deixa mais irritados e desmotivados diante das situações.

E pode ter certeza que iremos cometer os mesmos erros novamente e nos criticarmos por isto. É um clico vicioso.

É preciso alterar o foco para encontrar formas de lidar com as próprias dificuldades, criar forças para enfrentar as situações adversas, cair, porém não permanecer caído se autocriticando, mas levantar e seguir em frente.

Permita ser feliz enquanto caminha em direção aos seus objetivos. Considere seus erros e defeitos como aprendizado para que você possa melhorar, mas não gaste seu tempo remoendo-os, permita-se errar e entenda que você não é perfeito e jamais será.

Aproveite o caminho enquanto não alcança o seu tão esperado objetivo.

3. VISÃO NEGATIVA DE SI

Os outros vêem você como você se vê. Melanie Klein

Pessoas que possuem uma visão negativa de si se enxergam como pessoas desprovidas de valor e mérito.

Assim como as pessoas que só reclamam, ninguém gosta de ficar perto delas, pois se sentem desmotivadas diante do seu discurso de perdedor.

A todo o momento se colocam como vítimas das situações, não acreditam em seu próprio potencial, não acreditam que são merecedoras e capazes de realizarem seus grandes sonhos e objetivos.

Você é assim ou conhece alguém que age dessa forma?

Você não é um perdedor e sem valor. A verdade é que todos nós temos um valor.

No mundo, existem mais de 7 bilhões de habitantes, e você não é mais um na multidão, você é único e insubstituível.

Não existe ninguém, absolutamente ninguém, igual a você.

Até mesmo se você tem um irmão gêmeo, ainda assim, você é único, pois vocês não são 100% iguais, tanto externamente, quanto internamente.

E por este motivo você tem um grande valor.

E quando falo que não existe ninguém igual a você, é porque você tem algo de muito especial, que é único, que é seu, e ninguém tem igual, só que às vezes você não se dá conta disto.

Não permita que seu eu interior te massacre com ideias de que você é inútil e que não tem valor algum neste mundo.

Você tem sim, muito valor, porque se você não existisse, não haveria ninguém igual a você.

E já que você existe, o mundo espera por você.

As pessoas precisam de você, pois você tem algo de muito especial que pode ajudá-las.

Confronte os pensamentos negativos que insistem em dizer que você jamais vai alcançar seus sonhos e objetivos, ou que você é inútil e não é merecedor de ser feliz e realizado em sua vida.

Isto tudo é mentira!

Você é capaz de realizar tudo aquilo que você acredita que é capaz.

 

Está gostando do texto?

Leia o artigo completo no meu blog >>> http://www.carreiraempotencial.com.br/recolocacao-profissional/6-sinais-que-voce-esta-se-comportando-como-um-perdedor

Nos vemos nos comentários!
Forte abraço,
Thaís Araújo

Thaís Araújo

Thaís Araújo

Psicóloga-Coach

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: