Couve: afasta possibilidade de Alzheimer, Parkinson e muito mais


Couve verde vista de perto
Daniela Schwery
Escrito por Daniela Schwery

Acrescente couve refogada nas suas refeições e obtenha vários benefícios

Couve melhora a concentração, elimina o colesterol ruim, regula os hormônios, melhora o humor, desintoxica o corpo, auxilia no emagrecimento, é anti-inflamatória, cicatrizante, trata a anemia, combate envelhecimento do cérebro, fortalece sistema imunológico, tem efeito detox, elimina substâncias cancerígenas, diminui níveis de glicose (ajuda no controle da diabetes), melhora o sono, combate a formação da bactéria “H. Pylori” no estômago e além de tudo ajuda a diminuir a retenção de líquidos e afasta a possibilidade de Alzheimer.

Esses benefícios todos porque a couve é rica em ácido fólico, ferro, clorofila, ômega-3, fibras; vitaminas A, B, C, E e K; ácido alfa-lipóico, potássio, cálcio e fitoquímicos.

Ácido fólico

Pé de couve no chão

De acordo com o Institute for Functional Medicine da Flórida, mais de 40% dos casos de depressão são causados pela falta de ácido fólico no organismo que age como cofator na produção de serotonina – um neurotransmissor que garante o bom humor. O ácido fólico junto às coenzimas propiciam a reparação de DNA, o que evita a formação de células defeituosas que poderiam se transformar em uma célula maligna.

Ômega-3

Folhas de couve vistas de perto

Entre os benefícios mais reconhecidos do ômega 3 está a proteção da saúde cardiovascular e cerebral. É chamado de essencial, pois o organismo não consegue produzi-lo necessitando a ingestão, possui como função a elaboração da camada lipídica em torno da célula. Quando as membranas celulares estão repletas de ômega-3 as funções das células ocorrem de forma muito melhor. Age na formação da bainha de mielina, um componente dos neurônios, e no recobrimento da retina ocular. Bom para o coração e diminuindo o colesterol, regula a pressão arterial, bom para a visão, combate a depressão, alivia os sintomas da artrite reumatoide, bom para o cérebro – diminuição do risco de doenças como Alzheimer, cansaço mental e a redução da ansiedade e da insônia após o consumo de alimentos ricos em ômega 3.

Clorofila

Couve se abrindo vista de cima

A molécula de clorofila é muito similar à molécula da hemoglobina que é um uma proteína presente no sangue responsável por transportar o oxigênio, levando-o dos pulmões aos tecidos de todo o corpo. A principal diferença é que enquanto a clorofila possui magnésio a hemoglobina possui ferro, por essa razão a couve tem efeitos cicatrizantes, regula a produção de melatonina – um hormônio muito importante para o sono reparador, proporciona a regulação de açúcar e produção de insulina, alivia os sintomas da menopausa, previne a pressão alta, propicia a formação de serotonina – responsável pela sensação de bem-estar, auxiliando no alívio e prevenção do estresse.

PUBLICIDADE

Ácido alfa-lipóico

Caixote de madeira com folhas de couve

Um dos mais potentes antioxidantes do nosso corpo atuando dentro das mitocôndrias, portanto o consumo do ácido alfa-lipóico leva a produção de energia na mitocôndria, aumentando o metabolismo e a queima de gordura que auxiliam na perda de peso, também neutraliza os radicais livres e os impede de causar reações químicas nocivas que danificam as células, logo ajuda a prevenir doenças como o câncer. Este ácido antioxidante participa ativamente do processo que transforma a glicose em energia dentro da célula, age de forma semelhante à insulina, estimulando a captação de glicose pelas células, por isso é usado para tratar o diabetes, tem eficácia como anti-inflamatório, é usado como tratamento coadjuvante nos casos de cirrose hepática por alcoolismo, tem bons resultados na terapia em pacientes com doença de Parkinson e doença de Alzheimer, colabora para a saúde e firmeza da pele, melhora o desempenho em treinamentos de força.

Fitoquímicos

Couve no sol com folhas se abrindo

São nutrientes que não se enquadram dentro das vitaminas, nem dos minerais, são considerados uma nova categoria, atuando como antioxidantes, que combatem os radicais livres, protegendo nossas células de processos oxidativos e agressores.Apresentam luteína, zeaxantina e clorofila que protegem os olhos, desintoxicam o corpo – possui ação detox , ajudam a prevenir o envelhecimento precoce das células, regulam a pressão e reforçam o sistema imunológico, melhoram o sistema circulatório e o músculo cardíaco.

Você também pode gostar

Já outro dado interessante é: a Universidade de Rush, nos Estados Unidos, descobriu que o consumo de folhas verdes (agrião, alface, couve e espinafre) pode rejuvenescer o cérebro. Pesquisa realizada com 950 idosos monitorou-se a alimentação e a atividade cerebral dos participantes por um período entre dois a dez anos, os voluntários que comiam folhas verdes mais escuras todos os dias tinham uma conservação da saúde mental de até 11 anos em comparação com aqueles que não consumiam.

A melhor forma de obter todos os benefícios da couve é fresca em sucos ou aferventada em água.

Um comentário em “Couve: afasta possibilidade de Alzheimer, Parkinson e muito mais

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s