Artistas que não dependem do governo criticam o Ministério da Cultura


 

O humorista Danilo Gentili, o vocalista/guitarrista da banda Ultraje a Rigor, Roger Rocha, e o ator de Tropa de Elite, Sandro Rocha, criticaram essa semana o Ministério da Cultura.  Rocha afirmou que o dinheiro estatal destinado para artistas não passa de um modelo que estimula a corrupção, pois muitos precisam pagar propina para conseguir a liberação de verbas, e também serve para estimular a “mamata” dos artistas. Gentili argumentou que os “incentivos” estatais fazem os artistas se esforçarem menos para produzir algo de qualidade para o público e sem o MinC eles precisariam “ralar muito para encher o teatro”. Roger apenas justificou que não pertence à classe artística que apoia o Ministério da Cultura.

sandro-rocha-desabafo.jpgdanilo gentiliroger

Vaquinha O ILISP comprou o domínio “aborto.com.br” e lançará uma campanha pró-vida, mas isso exige recursos. Os interessados em ajudar podem fazê-lo por meio do botão abaixo:

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s