Em uma semana, campanha recolhe 12 toneladas de lixo jogado nas ruas do Centro de Rio Branco


Por Alcinete Gadelha, G1 AC — Rio Branco

 


Doze toneladas de resíduos foram coletadas durante uma semana — Foto: Ascom/PMRBDoze toneladas de resíduos foram coletadas durante uma semana — Foto: Ascom/PMRB

Doze toneladas de resíduos foram coletadas durante uma semana — Foto: Ascom/PMRB

Doze toneladas de lixo. Essa foi a quantidade de lixo jogada pela população nas ruas do centro de Rio Branco durante uma semana. Um cercado foi montado próximo à ponte Juscelino Kubitscheck para receber esse lixo e tinha o objetivo de causar um impacto visual em quem passasse pelo local.

A ação fez parte da campanha de conscientização ambiental “Cidade Limpa Igual Rio Limpo”, da secretaria municipal de Meio Ambiente, na semana em que se celebra o Dia Mundial da Água, em 22 de março. A coleta começou na segunda-feira (18) e terminou na sexta.

Todo esse lixo foi coletado na Gameleira, Calçadão da Benjamim Constant, Novo Mercado Velho, até a região do Palácio.

O secretário Municipal de Zeladoria da Cidade (SMZC), Kellyton Silva Carvalho, explicou que o material recolhido faz parte do que se chama lixo seco, que inclui plástico, papelão, garrafas pet, copos descartáveis e latas de refrigerantes.

“O intuito é chamar atenção para que todos daquela região possam ajudar, a partir de agora, a manter o nosso centro da cidade mais limpo e, consequentemente, a gente passaria a mensagem também para toda população de Rio Branco quanto a esse descarte de resíduos no chão”, disse o secretário.

Material foi recolhido no sábado (23) — Foto: Ascom/PMRBMaterial foi recolhido no sábado (23) — Foto: Ascom/PMRB

Material foi recolhido no sábado (23) — Foto: Ascom/PMRB

Ainda conforme o secretário, além de existir a preocupação em manter o ambiente limpo, também há o impacto ambiental que é gerado e pode prejudicar os próprios comerciantes, com inundações por causa da drenagem entupida.

“Nossa preocupação é de que poderia obstruir a drenagem da área central, causando transtorno para todos os comerciantes e, também, de que esse material siga diretamente para o Rio Acre que estaria comprometendo o manancial”, conclui.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s