O que é logística integrada?


Com o passar dos anos, a forma como as empresas gerenciavam suas próprias atividades mudou. Muitas destas mudanças ocorreram graças aos avanços tecnológicos, às demandas de mercado e aos novos padrões de consumo, a busca contínua por eficiência, além da necessidade em reduzir custos.

Esse novo paradigma transformou a dinâmica administrativa de setores e departamentos, que passaram a integrar as atividades, antes, administradas separadamente.

Tal integração, não somente permitiu que as empresas atendessem melhor seus clientes, mas, também, viabilizou a criação de processos mais ágeis, orientados ao mercado e a boas experiências comerciais.

É pensando nisso que, no artigo de hoje, falaremos sobre logística integrada, mostraremos seu conceito, seus benefícios e exemplificaremos como isso acontece no dia a dia de uma empresa.

Para orientar sua leitura, sumarizamos em tópicos os temas trabalhados neste conteúdo. Assim, você poderá ler somente aquilo que for do seu interesse, além de acessar com mais facilidade os demais temas que serão abordados.

  • O que é logística integrada?
  • Quais os benefícios da logística integrada?
  • Como a logística integrada funciona na prática?

O QUE É LOGÍSTICA INTEGRADA?

Podemos definir logística integrada como sendo um processo, isto é, um conjunto de atividades interdependentes, com início na origem de determinado produto até sua entrega na casa do cliente ou ponto final de consumo.

Como resultado, as empresas conseguem coordenar suas operações de forma muito mais precisa, ampliada e otimizada, além de controlar com muito mais eficiência as demais interfaces da empresa e de terceiros com a logística.

Mas, quais são os benefícios que essa integração fornece as organizações? É o que mostraremos agora!

QUAIS OS BENEFÍCIOS DA LOGÍSTICA INTEGRADA?

Apenas um setor, diretamente, ficará responsável pelo gerenciamento de todas as atividades logísticas. Sendo assim, as empresas conseguem simplificar o planejamento, além de implementá-lo e controlá-lo com maior facilidade.

Alem disso, eventuais ajustes podem ser realizados com menos burocracia, pra não falar dos ganhos em agilidade, prevenção de falhas e simplificação de estrutura e equipe, o que impacta diretamente os custos de operação de qualquer companhia.

Ainda, podemos observar ganhos na comunicação interna do próprio setor, além da eficiência em resolver demais assuntos com outros departamentos da empresa e terceiros diretamente ligados ao departamento logístico.

Por fim, a integração logística faz com que uma empresa ofereça melhores níveis de serviço aos clientes, ganhe agilidade na entrega de produtos ou na prestação de serviços, além de potencializar sua margem de lucro.

Mas, como a logística integrada funciona na prática? É o que veremos a partir de agora!

NA PRÁTICA, COMO A LOGÍSTICA INTEGRADA FUNCIONA?

Em termos práticos, a logística integrada, quando observada no dia a dia de uma empresa, pode ser dividida nas seguintes áreas:

  1. Gerenciamento de materiais
  2. Fluxo de insumos
  3. Escoamento e distribuição

Gerenciamento de materiais

As responsabilidades dessa área relacionam-se, diretamente, com a administração, bem como com a entrada e saída de materiais, principalmente, insumos e demais itens produtivos relevantes.

A grande função desta área, portanto, diz respeito à gestão eficiente, ou seja, ao controle eficiente com vistas ao aproveitamento máximo dos materiais, para evitar desperdícios e perdas.

Além do mais, essa área se responsabiliza por assegurar a qualidade de todos os processos no contexto mencionado acima, quer dizer, desde a chegada de materiais, bem como a gestão de armazenagem e a chegada ao ponto final de consumo.

Fluxo de insumos

É uma etapa muito importante, dada sua orientação interna e seus viés de suporte às atividades de produção. Compreende as atividades de deslocamento de insumos e materiais dentro das instalações até a linha produtiva.

É uma etapa muito significativa, uma vez que os profissionais desta área devem estar atentos, a depender do modelo de produção adotado, com o abastecimento contínuo da linha de produção.

Escoamento e distribuição

É a etapa final do processo. Os profissionais que atuam nesta área são os responsáveis por entregar o produto ao cliente ou, a depender do modelo de comercialização adotado pela empresa, ao ponto de distribuição, como as lojas, por exemplo.

Normalmente, nesta etapa, são estabelecidos ainda métodos de verificação de qualidade dos produtos, avaliação da entrega, além de assegurar a qualidade do que foi produzido e a agilidade dos deslocamentos.

CONCLUSÃO

A integração logística permitiu que as empresas se tornassem mais eficientes, sobretudo, em termos operacionais e financeiros. Além do mais, com a integração logística, muitos softwares e sistemas foram criados para aprimorar, ainda mais, essa atividade nas empresas.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s