Malwee migra data center para nuvem do Google


05/07/2019 11:00

O projeto será desenvolvido em conjunto com Google Cloud e Tivit.

Tamanho da fonte: -A+A

A Malwee está presente em 24 mil pontos de vendas multimarcas e soma 82 lojas monomarca. Foto: Divulgação.

O Grupo Malwee, empresa de moda presente em 24 mil pontos de vendas multimarcas e 82 lojas monomarca, vai transferir 90% de seu data center para a Google Cloud Platform (GCP). O projeto será desenvolvido em conjunto com a Google Cloud e a Tivit, multinacional brasileira de soluções digitais.

A iniciativa busca a modernização dos processos da companhia, ampliando a eficiência operacional nos setores produtivos e na gestão do negócio.

“A Google Cloud Platform proporcionará a adoção de novas tecnologias para a empresa. Além disso, dará flexibilidade operacional, por meio de ambientes escaláveis que suportem as demandas futuras do Grupo, garantindo eficiência e otimização de recursos”, ressalta Luciano André Baramarchi, gestor de TI do Grupo Malwee.

Fabio Andreotti, head de vendas de Google Cloud no Brasil, acredita que a migração do data center será apenas o começo da parceria do Google Cloud com o Grupo Malwee.

“O nosso objetivo é fazer com que esta tecnologia, além de proporcionar modernização de infraestrutura e ganho de agilidade, também permita à empresa transformar dados em insights relevantes para o negócio. Esse avanço tecnológico será o grande diferencial competitivo para as empresas nos próximos anos”, detalha.

A plataforma foi escolhida após avaliação de grandes players do mercado. A migração do data center será feita em três fases e a previsão de término é dezembro de 2019. A Tivit será responsável por gerenciar a nuvem híbrida.

Com a migração, o Grupo Malwee permanecerá com apenas 10% da infraestrutura on-premise, como os sistemas de tinturaria e corte.

O Grupo Malwee é proprietário de oito marcas: Malwee, Malwee Kids, Carinhoso, Scene, Enfim, Wee!, Malwee Liberta e Zig Zig Zaa. A companhia possui 4 unidades fabris, 5,5 mil funcionários e está presente em mais de 25 mil lojas em todo o Brasil.

A empresa anunciou recentemente um pacote de investimentos da ordem de R$ 100 milhões para o triênio 2019-2021. Desse montante, R$ 90 milhões serão destinados para modernização e Indústria 4.0, TI, varejo e inovação.

O Google Cloud, plataforma de computação em nuvem do Google, está em crescimento acelerado no país: em 2018, o número total de clientes teve alta de 330%, enquanto o número de revendas aumentou em cinco vezes.

Apesar de expressivos, os números altos provavelmente também têm relação com uma base inicial baixa em 2017, visto que o Google ingressou no mercado de nuvem depois de Amazon Web Services e Microsoft Azure, que hoje lideram o segmento.

Mesmo assim, a empresa demonstra que deseja crescer no segmento no país e na América Latina. Em junho, Eduardo López, ex-VP de Enterprise Architect e Solutions da Oracle, foi contratado para o cargo de head de Vendas do Google Cloud para a região.

Com a contratação do executivo, o Google passa a atuar com uma nova estrutura própria para América Latina, que até agora estava junto com Estados Unidos e Canadá.

López é argentino, mas fez carreira na Oracle por quase 20 anos em uma série de cargos na área de vendas baseados no Brasil.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: