Aristóteles


Aristóteles, filósofo grego antigo, classificou o conhecimento filosófico, inaugurando o período sistemático da Grécia.

Bem vindo ao Player Audima. Clique TAB para navegar entre os botões, ou aperte CONTROL PONTO para dar PLAY. CONTROL PONTO E VÍRGULA ou BARRA para avançar. CONTROL VÍRGULA para retroceder. ALT PONTO E VÍRGULA ou BARRA para acelerar a velocidade de leitura. ALT VÍRGULA para desacelerar a velocidade de leitura.Play!Ouça: Aristóteles: quem foi, pensamento, obras e frases0:0007:03AudimaAbrir menu de opções do player Audima.

Aristóteles, filósofo grego antigo, modificou o pensamento filosófico de sua época. O elemento de seu legado que principalmente influenciou a produção filosófica foi a sua classificação sistemática do conhecimento, que antes era composto por um emaranhado de saberes de áreas diferentes. Aristóteles deixou notáveis estudos sobre Ciências Naturais, Lógica, Política e Metafísica, os quais inspiraram diversos pensadores ao longo da história, além de ter sido discípulo de Platão e professor de Alexandre Magno.

Resumo

  • Nasceu em Estagira, Macedônia.
  • Foi discípulo de Platão.
  • Estudou e lecionou na Academia.
  • Foi preceptor de Alexandre, o Grande.
  • Fundou o Liceu, uma escola de Filosofia para jovens.
  • Sistematizou o conhecimento filosófico.
  • Escreveu sobre diversos assuntos, como Ética, Política, Ciências Naturais, Metafísica e Lógica.
Não pare agora… Tem mais depois da publicidade 😉

Vida

Proveniente da colônia grega de Estagira, parte do Império Macedônico, Aristóteles nasceu no ano de 384 a.C. Juntamente com Platão e Sócrates, completou a tríade dos principais filósofos da Grécia Antiga. O pensador macedônico foi discípulo de Platão, tendo estudado e lecionado na Academia (escola criada por Platão) até o ano de 347 a.C. Em sua juventude, Aristóteles dedicou-se aos estudos de Ciências Naturais, principalmente Física e Biologia, fato que influenciou a sua vasta produção filosófica.

Em sua atuação na Academia, Aristóteles teria, de início, estudado a Filosofia Platônica, inspirada em grande parte pela relação de Platão com Sócrates. Porém, na medida em que foi avançando e aprofundando-se no conhecimento filosófico, Aristóteles acabou formulando suas próprias teorias, que se distanciavam um pouco das ideias de Platão, principalmente no que se refere ao conhecimento empírico, sobre o mundo material.

Após a morte de Platão, em 347 a.C., e desentendimentos com os novos gestores da Academia, Aristóteles resolveu largar o seu cargo na instituição e partir em viagem. Primeiro, estabeleceu-se em Artaneus, cidade da Ásia Menor, onde exerceu o cargo de conselheiro político até o ano de 343 a.C. Nesse ano, o filósofo retornou à Macedônia, conhecendo e tornando-se preceptor de Alexandre Magno, filho do imperador Felipe II. Em 335 a.C., após a morte do pai, Alexandre tornou-se imperador da Macedônia e conhecido como Alexandre, o Grande, devido à grande expansão de seu império. Nesse momento, Aristóteles partiu de volta para Atenas, fundando a sua própria escola de Filosofia para jovens nos arredores da cidade. O nome dessa escola era Liceu.

Leia também: Alexandre, o Grande

Principais ideias

→ Sistematização

Os conhecimentos filosóficos não eram distintos como são hoje. Os filósofos estudavam de tudo um pouco, passando por Matemática, Retórica, Astronomia, Ciências Naturais e Política. Todo o conhecimento era entrelaçado e indistinto. Aristóteles foi o primeiro pensador a distinguir e classificar o conhecimento em áreas e estudos diferentes, iniciando o período sistemático da Grécia Antiga.

→ Política e Ética

Aristóteles foi um defensor do sistema político democrático pelo qual Atenas já havia passado, tendo escrito um livro sobre isso. Também escreveu tratados de Ética, em que afirmou a necessidade da busca de uma moderação das ações humanas, baseada na prudência, para que a vida em sociedade levasse os cidadãos à felicidade.

→ Metafísica

Tendo aprimorado os estudos platônicos sobre o assunto e, em certa medida, afastando-se um pouco das ideias de seu mestre, Aristóteles escreveu dez livros chamados por ele de “Estudos de Filosofia Primeira”, que mais tarde seriam conhecidos por “Metafísica”. Esses estudos, segundo o próprio filósofo, tratavam sobre o ser em geral, ou seja, seriam uma espécie de ciência geral.

→ Lógica

As primeiras regras e noções da Lógica antiga foram descobertas e enunciadas por Aristóteles, reunindo um conhecimento de Retórica já existente e aprofundando-se nele. Algumas noções, como verdade, falsidade e validade da forma da frase, bem como a distinção das categorias, foram introduzidas nesse momento.

→ Empirismo

Aristóteles fundamentou, pela primeira vez, a necessidade de se analisar o conhecimento prático advindo da observação e da atenção aos sentidos do corpo. Esse modo de fundamentar o conhecimento ecoou na Escolástica e na Filosofia Moderna, fazendo nascer as correntes empíricas da Filosofia, que mostravam uma preocupação com as causas dos efeitos aparentes no mundo.

Obras

Listamos abaixo algumas das principais obras de Aristóteles:

  • Metafísica: essa série de tratados fala sobre uma ciência geral que, supostamente, abarcaria todo o primeiro conhecimento, sem objetos específicos, moldada de maneira geral. A Metafísica, enquanto ciência, estuda o ser em geral e em si mesmo, não procurando especificações, como a Astronomia, a Biologia ou a Política.
  • Categorias: pequeno tratado de Lógica que apresenta a necessidade da classificação e separação de conceitos diferentes para o tratamento de assuntos diferentes, a fim de que equívocos sejam evitados.
  • Physica: tratado de oito livros com observações de Aristóteles sobre a ciência da natureza, assunto muito estudado pelo filósofo.
  • Ética a Nicômaco: livro que apresenta as principais ideias de Aristóteles sobre como deve ser moldado o caráter e o comportamento das pessoas para uma harmonia social que levaria à felicidade dos cidadãos. Nesse livro, o filósofo apresenta os seus conceitos de eudaimonia (uma espécie de consciência que guia as pessoas), prudência e virtude.
  • Política: nesses escritos, o pensador anuncia a sua tese política, baseada na democracia e na cooperação ética de cada um, suprimindo os excessos e buscando a virtude para o bom funcionamento da cidade.

Frases

“O homem é, por natureza, um animal político.”

“A inteligência é a insolência educada.”

“A primeira qualidade do estilo (escrita) é a clareza.”

 

*Créditos da imagem: Serato/Shutterstock

Platão (à esquerda) e Aristóteles (à direita) em recorte do plano central da Escola de Atenas, pintura renascentista de Rafael Sânzio.*

Platão (à esquerda) e Aristóteles (à direita) em recorte do plano central da Escola de Atenas, pintura renascentista de Rafael Sânzio.*

Por: Francisco Porfírio

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s