Viver de Luz e o poder da autotransformação na transição planetária | Maíra Sagnori


Por Maíra Sagnori (Comunidade Inkiri – Piracanga/BA)

O processo de Viver de Luz é um retiro de autoconhecimento em que o silêncio e o jejum têm papel essencial. Eles nos permitem encontrar um estado de sensibilidade e paz interior em que é possível acessar alimentos sutis e nutrir a nossa alma. Nos preenchendo de luz de uma forma que não é possível enquanto recebemos uma carga de informações e estamos constantemente compensando nossas emoções com comida, com estimulantes de todos os tipos ou com nossos relacionamentos.

Foto do nascer do sol em Inkiri Piracanga

Um retiro de autoconhecimento é uma oportunidade de estar consigo mesmo. E o processo de Viver de Luz é um retiro muito profundo e renovador, pois em 21 dias o ciclo de renovação biológica que acontece em nossas células permite que novas informações sejam enviadas para uma nova vida. Assim, padrões antigos podem ser revistos e abandonados. No momento em que também revemos a nossa relação com o alimento e a nossa vida social, experimentamos como podemos nos bastar em completa solitude.

O processo foi apresentado por Jasmuheen no livro “Viver de Luz”. Ela descreve o seu poder na transformação do indivíduo e o potencial reflexo de transformação planetária decorrente da sua prática. E desde que o livro foi escrito em 1993, o processo de Viver de Luz tem se espalhando pelo mundo. Ele chegou ao Brasil em Minas Gerais, onde Angelina Ataíde teve o primeiro contato com a prática. Após a experiência, a idealizadora e conselheira da Comunidade Inkiri passou a facilitá-lo onde é hoje o Centro Inkiri Piracanga, na Bahia.

No Centro Inkiri, além do processo completo de 21 dias, também praticamos as versões de 14 e de 9 dias. Bem similares, essas jornadas contam com o auxílio da música, da Leitura da Aura e da massagem para impulsionar o mergulho interior que promovido.

Na minha experiência pessoal, o processo de Viver de Luz foi um divisor de águas. Foi a primeira vez em que me permiti viver o silêncio e o completo vazio, sem distrações. Não imaginava que eu pudesse ter tanta compreensão no vazio total. Nem sabia o que era me esvaziar. Fiquei tão deslumbrada com os efeitos na minha vida que o repeti algumas vezes. Comecei a acompanhar grupos que vinham praticar em Inkiri Piracanga e hoje os facilito ao lado da Peggy Mars, minha companheira de Comunidade aqui em Inkiri Piracanga.

Achou interessante? Clique aqui e confira as datas dos próximos retiros de jejum e silêncio em Inkiri Piracanga.


Maíra Sagnori de Mattos é graduada em Ciências Biológicas na Universidade Federal do Rio de Janeiro, com atuação nas seguintes áreas: educação ambiental, agroecologia e permacultura. Possui experiência em implantação e manejos de agroecossistemas e recuperação de áreas degradadas. Antes de vir para Inkiri Piracanga, atuou em agricultura familiar, junto a cooperativas e associações de agricultores da região periurbana do Rio de Janeiro, e também em comunidade tradicional (caiçaras).

É membro da Comunidade Inkiri em Piracanga, na Bahia, é responsável pelo Ecologia Inkiri, núcleo que desenvolve alternativas práticas em sustentabilidade, e faz parte da Escola da Natureza Inkiri, que oferece cursos de permacultura e vivência em comunidade.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s