Você pode reconhecer a doença de Alzheimer por esses sintomas


Em muitos casos, a demência está ligada à doença de Alzheimer. Não menos de uma em cada 14 pessoas com mais de 65 anos tem doença de Alzheimer e para pessoas com mais de 85 esse número é de um em cada seis pessoas. É importante reconhecer os sinais e sintomas antecipadamente.  

  

De todos os tipos de demência, o mal de Alzheimer é o mais comum.

Causas da doença de Alzheimer

Alzheimer é um tipo de demência. O termo ‘Alzheimer’ é muitas vezes confundido com um tipo mais geral de demência, mas isto não é correto. Com a doença de Alzheimer, há definitivamente a demência, mas nem todas as pessoas com demência têm a doença de Alzheimer. Alzheimer é uma síndrome que é degenerativa por natureza, o que significa que piora com o tempo. Há um declínio contínuo na função cerebral. Certas proteínas chamadas placas e emaranhados são depositadas no cérebro. Essas proteínas restringem a comunicação entre as células nervosas, o que acaba afetando a memória. Não há nenhuma prova científica de que estas proteínas causam a doença de Alzheimer. No entanto, juntamente com a pressão arterial elevada e um nível elevado de colesterol, isso aumenta o risco de desenvolver a doença. A causa exata da doença ainda não é conhecida.

Estes são os 4 primeiros sinais da doença de Alzheimer

Sintomas

Um aspecto importante desta doença é que ela começa devagar e piora com o tempo. Estes são alguns sintomas que o ajudarão a reconhecer a doença de Alzheimer:

 

  • Perda de memória: Esse é o sintoma mais comum. As pessoas começam a ter problemas para reter novas informações. Elas começam a esquecer coisas sobre eventos recentes das conversas, por exemplo. Problemas com leitura, fala, escrita e matemática começam a surgir também.
  • Funções cognitivas: A capacidade de pensar, julgar/decidir e entender é perdida lentamente. Tomar iniciativa e agir de forma independente começa a se tornar difícil. As habilidades sociais começam a degenerar e as pessoas podem ficar desorientadas com relação ao tempo e/ou lugar.
  • Perda da noção da realidade: Pacientes com Alzheimer podem começar a ficar desconfiados ou paranoicos. Metade de todos os pacientes tem delírios: crenças que não condizem com a realidade. Por causa da paranóia e das suspeitas, os pacientes podem pensar que foram roubados ou enganados por seus parceiros ou cuidadores. Alucinações também são um sintoma comum.
  • Problemas com as atividades diárias: Atividades que sempre foram as coisas mais naturais do mundo agora são feitas com mais dificuldade e falta de jeito. Ao mesmo tempo, as relações sociais comuns podem permanecer intactas por muito tempo. É por isso que pode parecer ao mundo exterior como se tudo estivesse bem.

Tratamento

Ainda não há cura para a doença de Alzheimer, mas há certos medicamentos e terapias que podem ajudar a tornar a vida dos pacientes um pouco mais fácil. Existem medicamentos que são capazes de inibir o início do Alzheimer, mas as opiniões sobre estes medicamentos estão divididas. Vários médicos afirmam que os efeitos colaterais dos medicamentos são maiores do que o efeito inibitório na doença cerebral. A terapia é principalmente para dar apoio e orientação e focaliza a questão: “Como podemos ter certeza de que o paciente se sente mais confortável e seguro?” O objetivo é fazer com que os pacientes possam viver em casa por tanto tempo quanto for possível. As pessoas com doença de Alzheimer vivem melhor quando elas ainda moram em casa.

 

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s