Vivekananda – A essência de Deus | Semana do Mestre


Swami Vivekananda nasceu na Índia em 1863 e tinha o grande sonho de conhecer a Deus. Porém, não queria conhecer o Deus punitivo do Ocidente nem o deus fanático que conheciam no Oriente. No entanto, deus não é nem punitivo nem fanático. Assista ao vídeo abaixo ou continue lendo para conhecer a vida do grande meste Vivekananda.

Vivekananda e Deus

Swami Vivekananda dizia que Deus é uma inteligência superior, e quem o tornava punitivo ou fanático eram as pessoas que falavam Dele. Ele queria falar direto com Deus, sem
nenhuma intermediação.

Swami tinha ouvido falar de um grande guru, chamado Ramakrishna, que fazia milagres e já havia falado com o próprio Deus, ou seja, já tinha experimentado estar com o próprio Deus em essência. Com isso, Swami Vivekananda foi atrás desse grande mestre. Ao encontrá- lo, ficou em contato com seus ensinamentos durante cinco anos, sem acreditar em nada do que o guru falava.

Deus x Ciência

Swami Vivekananda era muito metódico e queria conhecer Deus através da ciência, usando a racionalidade. E ele estava cansado com toda aquela efervescência espiritual da Índia e do catolicismo e cristianismo que vinha do Ocidente.

Então, mesmo tendo se juntado a Ramakrishna, Swami não acreditava em nada. Até que um dia ele revelou que o seu verdadeiro desejo era conhecer Deus em essência. Quando Swami Vivekananda perguntou a Ramakrishna se ele já havia estado com Deus, ele respondeu que sim. Ramakrihsna disse que muitas pessoas choram pelos seus familiares, pelos seus problemas, mas não exalam esse mesmo sentimento para ter um contato mais direto com Deus.

Conhecendo Deus em essência

Ramakrishna diz que qualquer pessoa que sentir uma emoção muito grande, que inflamasse a sua alma, estaria em contato com Deus em essência. É nesse momento que Ramakrishna toca o sexto chacra de Vivekananda, tendo assim uma experiência de samádi, ou um estado contemplativo muito elevado que os iogues têm.

vivekananda 1

A partir desse momento, Vivekananda se tornou um erudito no vedanta, os textos sagrados da Índia, começando assim a ensinar e a comunicar a verdade sagrada sem nenhum tipo de conotação religiosa.

Vivekananda e o universalismo

Ele foi o principal expoente da corrente universalista no século XX. A corrente universalista diz que não existe nenhuma religião que seja superior à verdade. Diz que nós devemos aceitar todos os nossos irmãos, independente de sua opinião religiosa, mesmo quando achamos que a religião do outro não é a melhor ou que não é a mais correta. Ela pode não ser a melhor nem a mais correta para nós, mas pode ser para o outro.

Quando as pessoas começam a discutir sobre religião, a espiritualidade vai embora. (Swami Vivekananda)

Quando as pessoas começam a discutir quem está certo ou errado, se Cristo é melhor que Buda, se Buda é melhor que Krishna, se Krishna é melhor que Alá, na verdade, ninguém é melhor do que ninguém. Vivekananda dizia que você não precisa ter religião nenhuma para se relacionar com Deus. Na verdade, os mestres vieram à Terra para ensinar o amor. E é isso que
devemos levar como ensinamento.

Gostou do conteúdo sobre Swami? Deixe seu comentário abaixo. Muita luz!

Patrícia Cândido e Redação Luz da Serra

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s