Estudantes criam tijolo ecologicamente correto e mais resistente do que os convencionais


565 Visualizações
Criadoras do tijolo ecológico
Samantha Mendonça, professora Sheyla Marques e Taísa Tenório. Foto: ifal

De acordo com a Fundação Dom Cabral, instituição de ensino superior, a construção civil consome atualmente 75% dos recursos naturais e 40% da energia produzida no Brasil. Enquanto isso, em Palmeiras dos Índios, interior de Alagoas, as estudantes Taísa Tenório e Samantha Mendonça, do Instituto Federal de Alagoas, desenvolveram um tijolo ecológico mais resistente do que os tradicionais de cerâmica.

Produzida a partir da mistura entre as cinzas do bagaço de cana-de-açúcar, argila e areia, a invenção das alunas necessita da adição de apenas 7% de cimento à fórmula. O modo de preparo é prático, já que depois de prensados os tijolos sustentáveis não precisam ser queimados, requerendo somente uma semana para secar num ambiente de baixa luminosidade.

“O objetivo era criar um elemento estrutural que minimizasse os impactos ambientais que a indústria da construção civil vem trazendo”, diz Taísa Tenório. A preocupação da garota é válida, uma vez que a produção de cimento é causadora de 5% das emissões de gás carbônico no mundo, ou seja, o novo produto será capaz de reduzir demanda de um dos componentes que aumentam o aquecimento global.

Orientadora do projeto, a professora Sheyla Marques diz que o produto ecologicamente correto será acessível à população, pois apresenta facilidade para a fabricação, descartando o cozimento e a necessidade de mão de obra qualificada. Estima-se que os tijolos custem algo em torno de seis centavos a unidade, enquanto os convencionais ficam na média dos trinta centavos.

Tijolo Ecológico
Foto: verdesaine

A docente afirma que a invenção das meninas terá diversas utilidades, podendo servir como base asfáltica e auxiliando em pequenas obras do meio rural. “Mas é preciso convencer a indústria a investir neste tipo de material”, conclui. Taísa Tenório é mais otimista e vai mais longe: “Pelo baixo preço e alta qualidade, os tijolos podem ser utilizados na construção de casas populares”.

Ainda não é possível saber se a criação das estudantes será incorporada ao mercado, entretanto, os estudos já renderam medalha de bronze no concurso Genius Olympiad, competição que envolve estudantes de todo o planeta, ou seja, os tijolos ecológicos já ajudaram as meninas a “construir” um futuro melhor através da educação, iniciação científica e consciência ambiental.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s