A importância dos relatórios de sustentabilidade


980 Visualizações
Sustentabilidade Corporativa
Foto: redacaonotadez

Os relatórios de sustentabilidade são ferramentas de comunicação e gestão que permitem ao público interessado acompanhar os resultados ambientais das grandes corporações e, às empresas, prestar contas à sociedade sobre sua atuação e responsabilidades.

O presidente da Global Reporting Initiative (GRI), ONG que estabelece as diretrizes mundiais dos relatórios de sustentabilidade, Ernst Ligteringen, apontou três funções fundamentais desses documentos:

1- Embasar as decisões com dados confiáveis;

2- Melhorar o diálogo e a identificação de riscos e oportunidades;

3- Colaborar para uma mudança de mentalidade sobre a importância dos ganhos sociais e ambientais e não somente financeiros.

Quando construído com diretrizes claras, como pede o GRI, um relatório de sustentabilidade permite uma importante e profunda análise da empresa em seu mercado. Cerca de 80% das grandes empresas do mundo produzem relatórios de sustentabilidade, segundo a ONG.

Para gerar um relatório, uma empresa precisa identificar, medir e divulgar os resultados quanto ao seu desempenho sustentável. Os documentos devem mostrar não apenas os resultados positivos, mas também colaborar para a análise das ações negativas da empresa. E não só as questões ambientais devem ser levantadas, nos relatórios devem constar também dados relativos às questões econômicas e sociais da organização.

Para a GRI, os relatórios de sustentabilidade empresarial tornam as empresas mais confiáveis, pois denotam transparência. Cada vez mais solicitados pela própria sociedade, esses documentos devem estar alinhados às estratégias de negócios desenvolvidas pela marca. Muitas vezes, os relatos baseiam acionistas e consumidores nas suas decisões de compra e investimentos.

Sustentabilidade Empresarial
Foto: fundaplub

Os relatórios também são uma forma de comparar o desempenho de diversas indústrias, influenciar os planos de negócios e de demonstrar a conformidade da empresa quanto à legislação socioambiental. A própria organização se beneficia ao conhecer melhor seus pontos fortes e fracos, o que permite uma readequação dos esforços quando necessário.

Muitos países têm adotado a produção de relatórios de sustentabilidade como obrigação para as empresas que desejam se instalar em seu território. O modelo da GRI é aceito mundialmente, inclusive pela ONU.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s