FALSIDADE: COMO LIDAR?


Eu me lembro muito bem da época em que minhas amigas e eu começamos a usar a palavra “falsidade” com mais frequência. Era uma época chata, onde ninguém de nós tinha certeza no final das contas de quem era falso, verdadeiro, simpático, amigo, colega. Para nós, o simples fato de uma pessoa falar mal de outra era a prova de que sim, tal pessoa era a mais falsa do mundo. O tempo passou e eu aprendi que era bem mais que isso, e que demorava um certo tempo para afirmar se a marca da tal horrível falsidade estava impressa na cara de alguém.
Dizer que alguém é falso hoje em dia é muito comum. Não que as pessoas sejam mais falsas, ou algo do tipo, mas é que percebo que as relações estão bem mais instáveis do que antes. Um exemplo clássico disso foi o Orkut: depois que ele surgiu, todo mundo começou a se declarar pra todo mundo naquela rede social (que era a que todos usavam). Era um tal de “eu te amo” pra cá e pra lá que me incomodava de maneira bizarra, e eu, como nunca fui de demonstrar meus sentimentos facilmente, não entendia como esse “amor” virtual entre as pessoas podia acontecer tão rápido. Então eu pensava: quanta falsidade!
Mas o que me incomodava mais, e ainda incomoda, é a questão de que a falsidade é algo complexo e que aparece de várias formas, seja em declarações de amor falsas pela internet ou fofocas alheias. E, pensando bem, existem algumas maneiras para contornar situações desagradáveis onde nossa querida falsidade aparece em negrito piscando e com uma chuva de glitter ao fundo.

1. Preste atenção e observe
Ter paciência, prestar atenção e observar o comportamento alheio (não é ser uma stalker, ok?). Observando as atitudes de determinada pessoa com as outras, é fácil perceber quando alguém está sendo falso. Sabe aquela pessoa que trata todo mundo bem, mas que se algo de errado acontece com ela, põe a culpa em alguém que nada tem a ver? Pois bem, tome cuidado.

2. Preste atenção nos tipos de amizades
Amigo que é amigo está ali quando a gente precisa, nas horas tristes e alegres. Clichê, não é mesmo? Mas isso é a mais pura verdade: amigo de verdade não é aquele que some e aparece só quando precisa de ajuda, então fique atento com quem te trata assim.

3. Não confie tanto assim nas pessoas
O título é bem autoexplicativo. Por exemplo, não conte coisas muito pessoais para quem você não tem tanta intimidade assim, ou mesmo para quem você já tem.

4. Se nada der certo
Seguiu os conselhos e mesmo assim a falsidade veio à tona? Então ignore, deixe pra lá e avalie a situação: vale a pena ficar triste? perdoar? ficar com ódio mortal? Você decide: daqui a algum tempo não será nada de mais, e quem realmente está do seu lado aparecerá. O mais importante, na verdade, é não dar tanta importância assim, afinal, decepções acontecem e há muito o que aprender na vida.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s