O que o Budismo prega em relação à paz e ao amor?


Tibet-Pano-Bordado-de-Seda-Thangkas-Budista-Tibetano-Shakyamuni-Amitabha-Buda-Thangka-Thanka-Budas-Pintura-Decorativa (1)

Por que o Budismo é diferente do que você está acostumado?

De forma geral, as religiões como um todo costumam pregar o amor e a paz. Entretanto, aqui, no ocidente, estamos acostumados com crenças que nos levam a acreditar em divindades e deuses que, através de sua história de conquistas, amor, paz e compaixão nos levam a adorar e seguir seus exemplos a fim de alcançar a felicidade. O Budismo não vê o mundo desta forma, como você verá a seguir.

No Budismo, não existe a figura de um deus – ou de vários deuses. Talvez esta seja a razão pelas quais muitas pessoas de nosso meio podem ter dificuldades para compreender os sentidos e a complexidade desta doutrina. Além disso, não será através dos deuses que atingiremos a paz, o amor e a espiritualidade, mas sim a partir de nossas próprias ações, evolução e desenvolvimento enquanto seres humanos.

O Budismo e as Mandalas

O Budismo possui uma visão de mundo bastante holística e integrada. Desta forma, tudo o que vemos, vivemos e fazemos está sempre interligado através de energias que são indissociáveis. Estas energias que movimentam e unem humanos, natureza e espiritualidade são as chamadas Mandalas. Uma mandala comum envolve tudo o que comentamos agora, mas de uma forma finita, limitada e sujeita às nossas imperfeições mundanas. A função do Budismo na vida das pessoas é fazer com que elas superem as Mandalas comuns e passam a ocupar as Mandalas Superiores.

Quando uma pessoa se aproxima de atingir as Mandalas Superiores, o bem, a paz e o amor serão sempre ações inerentes à sua existência – ela irá fazer o bem às outras e levar harmonia de forma natural e espontânea, sem que para isso sejam necessários incentivos externos. Da mesma forma, quando se atinge a Mandala Superior, já não é mais possível regressar aos níveis limitados, uma vez que a energia que emana e transcende desta mandala é infinita e eterna.

Buda e a meditação

Buda não é um deus, mas sim um espírito superior que ainda permeia o meio terreno para ajudar as pessoas a encontrar e perseguir a superioridade e a paz de mente e espírito. Seus ensinamentos são o que se transmite através do Budismo, e a meditação é uma forma eficaz e introspectiva na qual o sujeito pode repensar suas ações, evoluir sua mente e intelecto, para que possa enfim fazer o bem, trazer paz e levar o amor a todos à sua volta.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s