Saiba como Steve Jobs mudou o DNA do trabalho


A filosofia de vida e as ações do criador da Apple mudaram profundamente a forma como as empresas trabalham ao redor do mundo

19-01-2018

steve jobs

O norte-americano Steven Paul Jobs, ou como ficou mundialmente conhecido: Steve Jobs, nasceu em 1955 em São Francisco e morreu em 2011 em Palo Alto, ambas cidades do estado da Califórnia.

A Wikipedia define o personagem como empreendedor, magnata dos negócios, inventor e designer industrial – o mundo corporativo consegue enxergá-lo de uma foram ainda mais ampla.

Em seus 56 anos de vida, Jobs inventou a Apple e revolucionou a computação ainda nos anos 1980. Ele viria a sair e retornar à companhia anos depois para uma nova reviravolta e outras marcantes invenções.

Essas medidas foram responsáveis por mudar não apenas o mercado de tecnologia como, também, a forma de trabalho ao redor do planeta.

Reunimos aqui alguns feitos que mostram como Steve Jobs mudou o DNA do trabalho.

 

O acesso pelo design

No ano de sua morte, um importante CEO norte-americano deu a seguinte declaração: “antes de Steve Jobs, a tecnologia nos impedia – hoje, ela nos levanta”.

Essa afirmação foi diretamente relacionada à forma como o inventor desenhou equipamentos como laptops, mp3 players e smartphones.

O sistema operacional que rege esses produtos foi pensado para que as pessoas, cada vez mais, estivessem inseridas nessa plataforma, de maneira fácil e intuitiva. Acreditem, no começo da década, essa era uma discussão bastante em alta.

 

Eles alcançaram sucesso em meio a grandes dificuldades

 

O digital sobre o analógico

Muitos dos ecos que, ainda nos dias de hoje, acompanhamos sobre a substituição de recursos digitais sobre os físicos e analógicos, vieram de propostas desenvolvidas por Jobs.

Falavam o tempo todo que o CD e a indústria fonográfica como um todo sofreriam os impactos do MP3. Mas foi apenas o iPod da Apple e sua estrutura do iTunes que, efetivamente, colocaram um início nessa jornada – que prossegue até os dias de hoje.

A presença dos iPads, ainda que não tenham substituído o papel no mercado editorial, por exemplo, otimizou as práticas corporativas que dependiam diretamente do uso das impressoras para reuniões, eventos, etc.

O consumo rápido, fácil e, muitas vezes, gratuito de notícias em tablets e smartphones, numa interface que ele trabalhou intensamente, ainda hoje registra efeitos nas quedas em números e no modelo de negócio dos jornais impressos.

 

Criou uma cultura de tecnologia

O design, a facilidade, o valor agregado ao produto, o estilo e a concorrência. Dentre tantas outras virtudes das invenções de Steve Jobs, a forma como ele transformou o conceito de tecnologia impactou a todos no mundo corporativo.

Se antes dele a tecnologia era um acessório lateralizado, uma ferramenta encostada em um canto do escritório, Jobs trouxe em larga escala esses devices para o nosso corpo – como se fosse uma extensão de nossa própria atividade profissional.

 

*

Como disse o próprio Steve Jobs em certo momento da vida: “Ser o homem mais rico do cemitério não me interessa. Ir para a cama à noite dizendo que fizemos algo maravilhoso, isso importa para mim”.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s