Cinco Passos para a Autoconfiança


 

1. Sei que tenho a capacidade de atingir o objeto do meu propósito definido na vida;
portanto, exijo de mim mesmo uma ação persistente e contínua, para sua realização. Aqui e
agora prometo empreender tal ação.

2. Compreendo que os pensamentos dominantes de minha mente reproduzir-se-ão
futuramente em ação externa, física, transformando-se em realidade física; portanto,
concentrarei meus pensamentos por trinta minutos diários, na tarefa de pensar que sou a
pessoa que pretendo me tornar, criando, desse modo, uma imagem clara em minha mente.

3. Sei, pelo princípio da auto-sugestão, que qualquer desejo que eu mantenha com
persistência na mente procurará, no futuro, expressar-se através de meios práticos de atingir o
objeto existente por detrás desse desejo; portanto, devotarei dez minutos diários para exigir de
mim mesmo o desenvolvimento da autoconfiança.

4. Já anotei uma descrição clara do meu principal objetivo definido na vida e
jamais pararei de tentar, até desenvolver autoconfiança suficiente para alcançá-lo.

5. Compreendo perfeitamente que nenhuma riqueza ou posição pode durar muito sem
ter sido construída sobre verdade e justiça; portanto, não me envolverei em transação alguma
que não beneficie a todos a quem afetar. Terei êxito atraindo para mim as forças que desejo
usar e a cooperação de outros. Induzirei outros a servir-me, pela minha boa vontade em servi-
los. Eliminarei o ódio, a inveja, o egoísmo e o cinismo, cultivando amor pela humanidade, pois
sei que uma atitude negativa para com os outros nunca me trará sucesso. Farei com que os
outros acreditem em mim, porque eu acredito neles e em mim mesmo. Assinarei essa fórmula,
recomendá-la-ei à memória, repetindo-a uma vez por dia, em voz alta, com fé integral de que
influenciará, gradualmente, meus pensamentos e ações, de modo a tornar-me uma pessoa
autoconfiante e bem sucedida.

Por detrás dessa fórmula existe uma lei natural que até hoje ninguém conseguiu
explicar. O nome dessa lei têm pouca importância. O que importa a respeito dela é que
FUNCIONA, para glória e sucesso da humanidade, SE for usada de maneira construtiva. Se,
porém, usada de maneira destrutiva, destruíra

(p. 39)

com a mesma facilidade. Nessa afirmação esta uma verdade muito significativa, ou seja,
aqueles que fracassam e terminam a vida na pobreza, infelicidade e desespero, fazem-no por
causa da aplicação negativa do princípio da auto-sugestão. Pode-se encontrar a causa no fato
de que todos os impulsos do pensamento têm tendência a refugiar-se em seu equivalente
físico.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s