O programa de fidelidade Dotz vai abrir escritório no Vale do Silício


Tem sido cada vez maior o número de empresas que estão olhando o Vale do Silício como local para se aprender e re-aprender a fazer negócios. Esta região da Califórnia é conhecida por quebrar modelos de negócios tidos como tradicionais.

Basta andar alguns Quilômetros pela rodovia 101 que liga a Cidade de San Francisco a São José, passando por Mountain View, Cupertino, Palo Alto locais que situam empresas como Google, Instagram, Uber, AirBnb, OneSkin, Labdoor, Netflix e muitas outras gigantes. Até pouco tempo atrás somente pessoas ligadas a tecnologia olhavam para estes locais, hoje, setores como saúde, educação, logística, varejo e finanças tem procurado visitar o Vale do Silício com objetivo de quebrar paradigmas e observar as tendências que irão revolucionar o mercado. Afinal, você observar na fonte o que está ocorrendo, com certeza lhe trará vantagens mercadológicas.

Desta forma, algumas empresas brasileiras tem ido alem. Banco do Brasil, Banco Original, Startse, TOTVs e Embraer tem alugado espaços em aceleradoras de startups e enviado representantes para absorver ao máximo tudo o que vem ocorrendo por lá. Agora é a vez da empresa Dotz que aqui no Brasil atua no setor de programa de fidelidade.

Ainda este ano a empresa deverá anunciar seus planos de abertura de um escritório naquela região segundo Roberto Chade, presidente da empresa.

De acordo com matéria veiculada na revista Isto é Dinheiro (confira aqui) a decisão já está tomada. Falta a definição de local e volume de investimentos a ser realizado. Em abril deste ano Chade visitou mais de 30 empresas, saindo de lá com algumas alianças estratégicas com objetivo de testar produtos e serviços no Brasil.

Arquivo Pessoal

Para André Bianchi, Diretor de Negócios da BWi Participações e INN Imersões ao Vale do Silício, um dos objetivos de empresas que visitam esta região da Califórnia não é necessariamente mudar-se para lá ou abrir escritório, também tem sido frequente a formação de parcerias estratégicas entre os dois países. Empresas menores aqui no Brasil podem se beneficiar criando uma porta de entrada para startups do Vale para utilizar sua respectiva carteira de clientes aqui no Brasil e desta forma expandir portfólio ou gerar novas receitas.

 

 

Quanto a empresa Dotz outro ponto levantado por seu presidente é que o mercado de programas de fidelidade deverá passar por grande transformação por conta das transformações tecnológicas, este é um dos motivos de ter representantes da empresa no Vale do Silício, considerando-a vital para os próximos anos.

Fonte Revista Isto é Dinheiro – clique aqui.

O Canal M8 é parceiro da INN Imersões ao Vale do Silício. Para participar da 10ª Edição entre em contato agora mesmo – www.missãonovaledosilicio.com.br

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s