‘Acertando o passo’, o recomeço após os 60


Filme narra a reviravolta de Sandra Abbott, que após o fim de um casamento de 40 anos descobre que a vida depois dos 60 pode ser maravilhosa

‘Acertando o passo’, o recomeço após os 60
Filme ensina que a velhice não é doença muito menos o fim de tudo (Foto: YouTube)

A vida após os 60 anos pode ser maravilhosa. Esse é o ponto central do filme “Acertando o passo”, produção britânica de Richard Loncraine, que estreia na próxima quinta-feira, 10.

A trama gira em torno do reencontro de Lady Sandra Abbott (Imelda Staunton) e sua irmã, Bif (Celia Imrie). Ambas perderam o contato há uma década e tornam a se falar após o casamento de Sandra entrar em colapso.

Casada há 40 anos com Mike (John Sessions), um lorde inglês, Sandra é uma mulher na casa dos 60 anos, com um abastado padrão de vida. Acostumada a circular pela alta sociedade, ela vê tudo de forma cética e monótona e costuma tratar com as pessoas com rudez. Um dia, Sandra vê seu mundo ruir ao descobrir que seu marido, a quem ela dedicou sua vida, está traindo-a com sua melhor amiga há cinco anos.

Sem saber o que fazer, ela recorre a Bif, sua irmã mais velha. Ambas são como dois polos opostos. Enquanto Sandra é altiva e obcecada por organização, Bif leva uma vida irreverente, fora dos padrões e tendo sempre a diversão em primeiro lugar. Diferentemente de Sandra, Bif segue fiel às utopias de sua geração, os Baby Boomers, que ao longo da década de 1960 sonharam com um mundo de paz, amor e livre das amarras convencionais.

Bif apresenta Sandra a sua turma de dança comunitária. Todos têm a mesma faixa etária e enfrentam questões como viuvez e demência de cônjuges, que, de certa maneira, também é uma forma de morte, uma vez que, aos poucos, a pessoa deixa de existir como era antes.

A inserção de Sandra no grupo é um divisor de águas em sua vida. No desenrolar da trama, ela perde seu título de Lady, mas descobre algo muito mais valioso que isso. Lentamente, ela redescobre sua individualidade e retoma prazeres antigos que havia esquecido em suas décadas de casada, quando se anulou em troca de um status social. Sandra aprende com Bif os encantos da vida simples, onde o luxo é desnecessário.

Nesse meio tempo, ela conhece Charlie (Timothy Spall), que reacende nela o desejo de se apaixonar há anos adormecido. Nesse contexto, o filme aborda a sexualidade na terceira idade de forma natural, sem tabu. Fica claro que o título filme remete a encontrar o próprio ritmo na dança da vida.

“Acertando o passo” leva do riso, às lágrimas e à reflexão, tudo estimulado pela atuação impecável de Imelda Staunton e Celia Imrie. Em um mundo “photoshopado” e obcecado pela eterna juventude, o filme ensina que a velhice não é doença, muito menos o fim de tudo; que é possível conhecer novas pessoas e novas cidades, o que inclui revisitar um destino já conhecido, mas desta vez com outros olhos. E que a sensação de borboletas no estômago diante de algo novo é possível de ser experimentada em qualquer idade.

 

Título original: Finding Your Feet
Nacionalidade: Reino Unido
Gêneros: Comédia, Drama
Ano de produção: 2017
Estreia: 10 de maio de 2018 (Brasil)
Duração: 1h 51 minutos
Classificação: 14 anos
Direção: Richard Loncraine
Elenco: Imelda Staunton, Timothy Spall, Celia Imrie, David Hayman, John Sessions, Joanna Lumley, Richard Hope, Marianne Oldham.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s