A importância do Auto Conhecimento


Olá!

Nossa segunda colunista, a Valentina Seabra, que é Coach vem nos ajudar a conectarmos com nós mesmos de um forma BEM eficaz. Se você tá precisando de um incentivo daqueles para mudar a sua vida para melhor, então você não pode perder os artigos escritos por ela especialmente para o nosso Blog 🙂

                        photo 1

A importância do Auto Conhecimento

Muitas pessoas acreditam que não conseguem ficar em silêncio ou sem fazer alguma atividade por muito tempo. Dizem que ficam ansiosas, aflitas, sentem necessidade de agir logo e começam a carregar pensamentos negativos por conta disto não sabendo os motivos. A solução então seria sempre estar ocupado, praticando alguma ação, afinal quem nunca ouviu aquela expressão “cabeça vazia casa do diabo”? Certo? Sim e não.

Estudos apontam que quanto mais você se conhece (desfrutando da sua própria companhia), mais chances de se sentir feliz. Existem várias formas de auto conhecimento que nos ajudam a descobrir ou rever valores de vida, potenciais, desejos, objetivos em todas as esferas, qualidades, fraquezas, e para isso podemos recorrer algumas técnicas como a meditação, terapias, coaching, ou simplesmente vivendo.

Silêncio. Porque é tão importante conseguirmos ficar em silêncio por algumas horas? Porque desta maneira você pode ter a chance de se conhecer melhor. Se tiver pensamentos desagradáveis poderá se questionar e tentar buscar a razão destes. Provavelmente não mudarão como um passe de mágica, mas você poderá aprender a conviver e aprender com eles. Como? É neste momento que podemos pesquisar dentro de nós, quais são nossas angustias entendê-las melhor. Uma pessoa que não tenta

praticar este exercício pode virar uma espécie de escravo do exterior, quero dizer, sempre dependerá de algo (algo material como telefone, computador, bolsa, carro, viagens) ou de alguém. E quando se encontrar sozinho, nos momentos de ócio ou solidão que são essenciais para qualquer indivíduo, caíra numa sensação de depressão, mas que na verdade pode ser apenas um medo de conviver consigo mesmo, ja que isto parece uma novidade e um mundo desconhecido. Mas é mais simples do que imaginamos!

Assumir as sensações e os sentimentos é uma das formas mais eficientes de fazer com o que eles desaparecam mais rápido sabia? Pois, é! Existem pessoas que acreditam que quanto mais negarem um sentimento, tentando ou pensando algo contrario, irão se livrar da situação. Mas funciona de forma inversa, quanto mais você reage a ele ou à alguma coisa, esta fazendo uma força oposta (à circunstancia ou objeto), correndo o risco dele voltar para você. Por exemplo, uma torneira de cozinha estourada, quanto mais você tentar tapa-la mais pressão e mais agua sairá em seguida, você não esta agindo e sim reagindo. Ou se você estiver brigando com alguém, reagindo ao que a pessoa esta falando, provavelmente a discussão nunca vai acabar. A mesma coisa se aplica a nos mesmos, se pensarmos “estou com medo, estou com medo” e dissermos “nao estou com medo, não estou com medo” você só esta indo contra o que você está sentindo. Se assumir o que esta sentindo e dar nome a sensação ou o sentimento, passará a vê-lo “de fora” e talvez não se envolva tanto com ele, e  assim tomando uma iniciativa para agir, “estou com medo sim” e dai? Pronto, a partir dai voce ja pode se entender melhor, e procurar os motivos e tomar uma atitude, mesmo que algumas vezes, a melhor ação seja não agir.

Desta forma, a partir do momento que entendemos que a melhor solução para (re)conhecer nossos sentimentos é assumi -los, consequentemente descobrimos o porquê das nossas angustias, medos, irritacoes, desejos, felicidades porque estamos nos permitindo a isto. É importante agir de forma pró-ativa, para dar outro exemplo, se uma pessoa sente inveja de algo ou de alguém e ja assumiu está sensação para si, além dela poder entender o que esta acontecendo no seu interior, o próximo passo seria usar isto a seu favor. Se a pessoa está com este sentimento que é humano como qualquer outro, ela pode se perguntar “como isto pode me ajudar?”. Neste caso, pró atividade seria em forma da pessoa se desenvolver e se capacitar mais em sua area, cuidar de si, tentar evoluir, dar o seu melhor em cada situação etc. Assim quando ela parar de se comparar se sentirá livre e consequentemente tera aprendido e se conhecido melhor, descobrindo suas motivações, desejos etc.

Desta forma pode-se perceber que quanto mais a pessoa se distancia dos seus pensamentos e ações menos conhece de si, e que na verdade o caminho do equilibrio esta em se aceitar e entender motivações, desejos e valores para que possam estar alinhados, caminharem juntos sem medo de investigar e mergulhar em seus anseios que podem ser maravilhosos aliados quando bem aproveitados em prol do auto-conhecimento. Nos deixando mais fortes interiormente e consequentente para lidarmos com expectativas e adversidades com mais resiliencia e jogo de cintura.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s