O efeito do combate repetido: nada mudará se você não mudar


·  novembro 20, 2018

Você está buscando uma mudança? Então, por que você sempre faz a mesma coisa? Quanto mais repetir um comportamento porque se acostumou a agir dessa forma, menos ele o afetará. Esse é o efeito do combate repetido. Portanto, para ter um melhor resultado, você deve mudar alguma coisa, tentar algo novo. Nada mudará até que algo mude.

O efeito do combate repetido vem da pesquisa sobre o exercício físico, mas pode ser aplicado perfeitamente à vida diária. Quando você faz um exercício, como por exemplo as flexões de braço, o seu corpo experimenta um estímulo que estressa os seus músculos até que a dor muscular aparece.

Continuar fazendo esse ou outro exercício que cause essa dor resultará em uma redução da mesma, porque cada vez nos afetará menos. Portanto, quanto mais você fizer esse tipo de exercício de maneira sistemática, menos dor sentirá e menos o afetará. Como podemos aplicar tudo isso na nossa vida diária?

O efeito do combate repetido na vida cotidiana

De acordo com o efeito do combate repetido, quanto mais fazemos algo, menos impacto ele terá sobre nós. Sim, um comportamento ou uma série de hábitos podem nos fazer melhorar em uma etapa da nossa vida, mas, com o tempo, o seu efeito será reduzido.

Acontece o mesmo quando você começa a se exercitar. No início, poderá fazer três sessões de exercício por semana e conseguir excelentes resultados. Mas, com o passar do tempo, o corpo se acostumará e terá que fazer mais sessões se quiser continuar melhorando. Se não, o corpo ficará estagnado e poderá até piorar.

Mulher fazendo alongamento

Outro exemplo pode ser encontrado no consumo de estimulantes e/ou substâncias viciantes, como cafeína, álcool, tabaco ou drogas. No começo, com uma pequena quantidade você obtém o suficiente daquilo que essa substância pode lhe oferecer. Mas, com o tempo, é preciso uma quantidade maior para obter o mesmo efeito, porque o corpo se acostuma com a dose.

O mesmo acontece quando desejamos perder peso. No começo, fazendo o que precisa ser feito (melhorar hábitos alimentares, consumir água suficiente, se exercitar, controlar o estresse, dormir melhor, etc.), imediatamente começamos a notar a perda de peso. Mas assim que o corpo se acostuma com os novos hábitos e o efeito do combate repetido entra em ação, a perda de peso diminui.

Nestes e em todos os casos em que você ficou estagnado, certamente poderá aplicar o efeito de combate repetido. Se quiser melhorar, terá que mudar alguma coisa para chegar mais perto da mudança que está procurando.

“Se você não mudar algo, nada mudará. Se continuar fazendo o que está fazendo, continuará recebendo o mesmo. Se quer mudanças, faça alguma coisa”.
-Courtney C. Stevens, em As mentiras sobre a verdade

O que o efeito do combate repetido não ensina sobre a melhoria

Fazer a mesma coisa uma e outra vez, mesmo que tenha funcionado por um longo tempo, acabará levando à estagnação. O problema real não é ficar parado, mas não perceber que é preciso mudar a sua estratégia.

De fato, não há nada errado em alcançar esse momento de estagnação. Você precisou trabalhar muito para chegar lá. Em vez de se lamentar, parabenize-se pelas suas conquistas e pense em quais mudanças você deverá fazer para continuar melhorando.

O efeito do combate repetido, em seu contexto original, implica que os músculos se adaptaram ao exercício. Portanto, se continuar fazendo o mesmo não conseguirá melhorar (você não aumentará a sua massa muscular, não ficará mais forte, não aumentará a sua resistência ou sua velocidade, etc.). Ou seja, se não doer, não há melhora. Com hábitos e desenvolvimento pessoal acontece a mesma coisa: se não é trabalhoso, não há melhora.

  “O que o trouxe até aqui não o levará até lá”.
-Marshall Goldsmith-

Homem de braços abertos para a vida

Mas, por que não se contentar com o que já conseguimos? Por que mudar se o que fazemos nos trouxe melhorias e estamos satisfeitos com elas? Por que querer mais e mais quando o que conseguimos é suficiente?

Não é uma questão de ambição. É uma questão de satisfação pessoal. Se você pode conseguir mais, por que não ir além? Em qualquer caso, se conformar e ficar estagnado tem uma consequência terrível: o tédio. E quando nos entediamos, começamos a ceder. E quando cedemos, começamos a perder.

Fazer mudanças para buscar uma mudança superior nos mantém motivados, nos mantém ativos não apenas para alcançarmos os nossos objetivos, mas também para mantê-los.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s