Agir, um problema para as pessoas que vivem com medo


·  novembro 29, 2018

Todos nós temos algum medo que nos impede de agir, seja o medo de que nosso companheiro nos deixe, o medo de perder o emprego ou de sofrer um acidente. Muitas vezes nossos próprios medos geram uma série de comportamentos que favorecem, mesmo que de forma sutil, que aquilo que tememos aconteça, que aquilo que tanto queremos evitar se torne mais presente.

Então, quer dizer que quando temos medo de alguma coisa, de alguma maneira podemos acabar atraindo nosso objeto de temor? Sim. Por exemplo, se temos medo de ser abandonados por outras pessoas, podemos procurar amigos ou relacionamentos que nos farão reviver várias vezes o nosso sentimento de abandono. Um sentimento já conhecido que pode ser a única forma por meio da qual sabemos nos relacionar.

Confirmar que o que mais tememos pode acontecer pode chegar a nos paralisar. Também pode nos fazer pensar que temos muito azar. É por isso que temos medo de agir e dar um passo adiante, porque para sair da situação em que a insegurança controla a nossa vida, precisamos nos abrir para o novo. E o novo geralmente é outra coisa que dá medo.

Adiantar-se perante os acontecimentos

O problema de vivermos com medo o tempo todo é que sempre estaremos nos adiantando aos acontecimentos. Dessa forma, vamos sempre supor e imaginar mil situações que podem acontecer no futuro. Diremos a nós mesmos coisas como “sei que não vou durar muito nesse trabalho”, ou “essa pessoa irá encontrar alguém que ela goste mais do que gosta de mim”, ou “nunca vou tentar abrir um negócio, é óbvio que vai dar errado”.

“Se você acredita que já sabe de tudo, então não aprendeu nada”.
-Alfredo Vela-

Agir diante das dificuldades

Com todas essas premissas, será realmente muito complicado encontrar coragem para agir.Só que isso tem uma grave consequência: acabaremos nos sentindo presos devido aos limites que nós mesmos colocamos. Devido a barreiras que nós mesmos construímos com o tempo, até o ponto de tornar a nossa zona de conforto um espaço bastante reduzido.

Viver com um medo constante é uma percepção pessoal. Ela não é real. Nós muitas vezes nos aventuramos tentando imaginar em nossa mente o que aconteceria se tomássemos uma determinada decisão, ou o que aconteceria se saíssemos de nossa zona de conforto. Mas isso nunca trará um final feliz, já que estaremos sempre diante de um mar de possibilidades, e geralmente a nossa insegurança nos fará esperar pelo pior.

Agir é imprescindível

Agir é imprescindível. Se tivermos medo de tudo e sempre acharmos muito complicado tomar alguma decisão, as nossas escolhas serão apenas resultado da falta de opção.

É assim que cometemos os maiores erros. Esperar até o último minuto para tomar uma decisão pode nos deixar sem escolha ou nos fazer escolher mal. Do mesmo modo, ao ter tanto medo de agir, pode ser que permitamos que outras pessoas tomem as decisões por nós. Esse é outro grave erro.

Se, conforme você está lendo, está se identificando com essas características e tem muita dificuldade de tomar decisões, então talvez você também tenha a característica de sempre querer tudo sob controle. Uma necessidade. No entanto, isso é impossível, por mais que queiramos controlar tudo a nossa volta.

Ter a coragem necessária para agir

Imaginemos que um dia nosso chefe nos demitisse, de maneira inesperada e repentina. Não saberíamos o que fazer. O mesmo poderia acontecer se um dia, sem mais nem menos, o nosso companheiro ou companheira nos deixasseQuando somos pessoas com dificuldades para tomar decisões e agir, as surpresas nunca são bem vindas.

“Olho para as situações inesperadas, e nelas às vezes estão grandes oportunidades”.
-Joseph Pulitzer-

Quando ficamos quietos e “seguros” em nossa zona de conforto, também está acontecendo alguma coisa. Pouco a pouco esse medo que nos mantém tão presos vai nos desgastando por dentro. Isso pode ser visto por meio das dúvidas que carregamos constantemente nas nossas costas, ou nas inseguranças que nos fazem não ter nenhum sucesso quando, na verdade, estamos plenamente capacitados para alcançá-lo.

Agir é imprescindível para viver conforme nossos desejos e para impedir que outras pessoas dirijam a nossa vida. Todos temos medos, mas todos nós também podemos nos superar.

Em vez de permitir que os medos nos limitem, podemos utilizá-los a nosso favor. Como? Usando a força que o medo tem para nos fazer tremer, duvidar e fugir para sair do marasmo e agir. Permitindo-nos decidir sem dar prioridade para os medos da nossa mente. Nela, os medos só têm força enquanto deixamos que eles se fortaleçam.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s