3 conselhos para sair de um relacionamento codependente


·  novembro 29, 2018

Não é fácil sair de um relacionamento codependente, aquele em que os membros do casal não são apenas viciados na dependência um do outro, mas também precisam ajudar e se preocupar constantemente com o outro para se sentirem bem. Ou seja, eles se esquecem de si mesmos e concentram toda a atenção no outro.

O principal problema é que esse tipo de relacionamento é baseado na insegurança. Por isso é tão importante terminar o relacionamento codependente, já que o restante dos fios que o tecem, além da insegurança, são o medo, a dependência, a baixa autoestima e a infelicidade.

O principal suporte deste tipo de relacionamento é a dependênciaemocional, a necessidade afetiva extrema e contínua de ser e estar para o outro, de não ser ninguém sem ele. De fato, devido à baixa autoestima dos dois envolvidos, ambos tentarão encontrar a felicidade através do seu parceiro.

Dessa forma, a maior parte de suas vidas girará em torno do seu relacionamento. Assim, será muito difícil, ou mesmo impossível, estender a sua vida pessoal além da outra pessoa.

Abaixo, compartilharemos alguns conselhos para sair de um relacionamento codependente. Assim, você será capaz de reconhecer a origem do problema e saber o que fazer caso se encontre nessa situação.

Sair de um relacionamento codependente

Em primeiro lugar, será melhor reconhecer as decisões tomadas ao longo do relacionamento. Este primeiro passo será baseado na análise do caminho que foi seguido até agora, da maneira mais objetiva possível. A ideia é avaliar se você continua com o seu parceiro porque você quer ou para não machucá-lo. Se este último motivo for o verdadeiro, é importante que você perceba que cuidar dele não é sua responsabilidade.

Portanto, se você perceber que esse relacionamento não lhe serve mais, deve tomar a decisão de acabar com ele. Nesses tipos de relacionamentos, as pessoas negligenciam as suas próprias necessidades. Por isso, ao sair de um relacionamento codependente, você deve ter uma atitude firme e estar ciente de que é a melhor opção para ambos.

Relacionamento codependente

Para terminar o relacionamento, é melhor conversar com a outra pessoa. Dessa forma, você poderá fazê-la entender os problemas que a situação traz para ambos a partir do seu ponto de vista, e explicar por que a melhor opção é terminar. Neste momento, será muito importante agir com calma, pois é provável que a outra pessoa não aceite a decisão. Se você permanecer calmo, poderá administrar melhor uma reação de raiva ou tristeza por parte da outra pessoa.

Como enfrentar os comportamentos do relacionamento codependente

Uma vez formalizada a ruptura, vale a pena analisar os aspectos positivos que a relação ofereceu. É possível que, agora que você pode pensar no assunto com mais tranquilidade, perceba que isso o impedia de se desenvolver.

Ao sair de um relacionamento codependente, é comum que as pessoas se sintam mais felizes e com mais energia com o passar do tempo. Isso irá ajudá-lo a se manter firme diante do rompimento.

Mesmo assim, depois de deixar um relacionamento codependente, também é comum se sentir abandonado. Quebrar a dinâmica em que uma das pessoas estava, em grande parte, ocupada com a outra traz um certo vazio no dia a dia. Se você perceber que esses sentimentos são muito intensos, pode fazer uma terapia para ajudá-lo a gerenciar o seu sofrimento.

Por outro lado, terminar o relacionamento lhe dará a oportunidade de começar a atender às suas próprias necessidades. Isso é algo que você não podia fazer antes, mas agora poderá se dedicar completamente a si mesmo, sem a necessidade de outra pessoa definir o quão importante você é.

Lidar com as repercussões da separação

Finalmente, para evitar cair na dependência do relacionamento, será importante criar uma distância física com a outra pessoa. Você deve fazer o que puder para passar menos tempo com ela e manter-se ocupado com as suas próprias necessidades. Algumas recomendações são: morar em casas separadas e começar a interagir com outras pessoas.

Por outro lado, você também deve aceitar a tristeza e o desconforto que sentirá diante da ruptura e da separação. Experimentar esses sentimentos, em vez de reprimi-los, é essencial para seguir em frente. Só assim você poderá evitar cair em sentimentos de desconfiança ou medo em relação a outras pessoas ou possibilidades de iniciar um novo relacionamento.

Mulher sofrendo por relacionamento codependente

Pouco a pouco, a tristeza e o desconforto desaparecerão, enquanto a satisfação de suas necessidades lhe trará uma felicidade cada vez maior. No entanto, ter um bom suporte social é essencial para virar a página. Por isso, recomenda-se passar mais tempo com a sua família e amigos. Eles podem ajudá-lo nos seus momentos difíceis ou quando você precisar tomar uma decisão difícil.

Finalmente, não se esqueça de que é muito importante passar algum tempo sozinho para processar tudo o que aconteceu e administrar o seu mundo emocional. Dessa forma, você poderá curar as feridas, recuperar a sua autoestima e estar preparado para viver feliz, seja solteiro ou em um novo relacionamento.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s