CARTA DE SWAMI VIVEKANANDA PARA A IRMàNIVEDITA




” Apenas o ego morre, não você. Sua vida é eterna…”

O poder do toque vigoroso das palavras de Swami Vivekananda* (1863 – 1902) ultrapassa o tempo, e continua convidando-nos para o despertar interior e para servir o próximo.

Com base no lema do Katha Upanishad ele insistia: “Levante, desperte, e não pare até alcançar a meta!” (Arise, awake, and stop not till the goal is reached).

Em 4 de julho de 1902, Swami Vivekananda deixou conscientemente seu corpo em estado de Samadhi (êxtase espiritual).

Um legado de ensinamentos, canções e bênçãos se perpetuaram a partir de sua missão no mundo. Ele impactou os EUA, sendo aclamado como o “orador por direito divino”, por ser universal, inclusivo e falar em nome da harmonia das religiões no 1o Parlamento Mundial das Religiões ocorrido em Chicago em 1893.

A irmã Nivedita (Margareth Elizabeth Noble, discípula de Swami Vivekananda)** teve um papel muito importante na concretização de seus ideais.


CARTA DE SWAMI VIVEKANANDA PARA A IRMÃ NIVEDITA 

Londres, 1896

Cara senhorita Noble (Irmã Nivedita)

O meu ideal pode ser colocado em poucas palavras, que são:

Pregar para a humanidade a sua própria divindade, e como fazê-la manifesta em todos os momentos da vida.

Este mundo está nas correntes da superstição. Eu tenho pena do oprimido, seja homem ou seja mulher, e eu tenho ainda mais pena dos opressores.

Uma ideia que eu vejo clara como a luz do dia é que a miséria é causada pela Ignorância (Avidya) e nada mais.

Quem dará luz ao mundo? O sacrifício no passado foi a lei e será quiçá ainda por muitas eras.

Os melhores e os mais corajosos terão que se sacrificar pelo bem de muitos, pelo bem estar de todos.

São necessários Budas às centenas, com amor e piedade eternos.

As religiões do mundo tornaram-se arremedos sem vida. O que o mundo quer é carácter.

O mundo necessita daqueles cuja vida é um amor ardente, abnegado. Esse amor fará toda a palavra caírem como um raio.

Não é superstição com você, tenho a certeza. Você tem o potencial de mover o mundo e outros também virão.

Palavras corajosas e ações mais corajosas são o que queremos.

Desperte, desperte grande mulher!

O mundo arde com miséria, como você pode dormir?

Vamos chamar e chamar, até que os deuses dormindo acordem. Até que o Deus interior responda ao chamado.

O que mais há na vida? Que trabalho mais importante?

Os detalhes chegam a mim enquanto eu prossigo. Eu nunca faço planos. Os planos crescem e executam-se sozinhos.

Eu apenas digo: Desperte! Desperte!

Que todas as bênçãos estejam consigo para sempre.

Com carinho,

Vivekananda.

A carta em vídeo:


*Swami Vivekananda (12 de Janeiro de 1863 – 4 de Julho de 1902), nascido Narendranath Dutta foi o principal discípulo do místico do século XIX Sri Ramakrishna Paramahamsa e fundador da Ordem Ramakrishna.É considerado uma figura chave na introdução da Vedanta e da Yoga no Ocidente, sobretudo na Europa e América.[3] É também creditado pelo crescimento da consciência inter-religiosa, trazendo o hinduísmo para o status de uma das principais religiões do mundo a partir do final do século XIX.[4] Vivekananda é considerado uma força maior no reflorescimento do Hinduísmo na Índia moderna.[5] É muito conhecido seus inspirador discurso, iniciado com “irmãs e irmãos da América”, no Parlamento das Religiões do Mundo, em Chicago, 1893.

Os pais do Swami tiveram influência em seu pensamento – o pai por sua mente racional; a mãe por seu temperamento religioso. Narendranath, desde a infância mostrara inclinação para a espiritualidade e realização Divina. Enquanto procurava por alguém que pudesse lhe mostrar diretamente a realidade de Deus, veio a conhecer Sri Ramakrishna, tornado-se seu discípulo. Como seu Guru, Ramakrishna ensinou-lhe Advaita Vedanta (não-dualismo) e que todas as religiões são verdadeiras, também mostrou-lhe que o serviço ao homem era a forma mais efetiva de adorar a Deus. Depois da morte de seu Guru, Vivekananda tornou-se monge errante, caminhando pelo subcontinente indiano e vendo, face a face, a condição Indiana. Mais tarde navegou para Chicago e representou a Índia como delegado no Parlamento das Religiões do Mundo. Orador eloquente que era, Vivekananda foi convidado a diversos fóruns no EUA e falou em diversas universidades e clubes. Ele conduziu centenas de aulas e palestras, públicas e privadas, disseminando a Vedanta e a Yoga na América, Inglaterra e em alguns outros países na Europa. Também estabeleceu as “Vedanta Societies” (Sociedades de Vedanta) nos EUA e na Inglaterra. Mais tarde partiu de volta para Índia e, em 1897, fundou a Ordem Ramakrishna, com suas duas organizações irmãs, a Ramakrishna Mission, com trabalhos filantrópicos e outra, Ramakrishna Math, a comunidade monástica. Ambas tendo como lema a autorrealização e o serviço ao mundo.

** Irmã Nivedita, nascida Margaret Elizabeth Noble (Tyrone, 28 de outubro de 1867 – Darjeeling, 13 de outubro de 1911), foi uma trabalhadora social anglo-irlandesa, autora, professora e discípula de Swami Vivekananda. Ela conheceu Vivekananda em 1895, em Londres, e viajou para a Índia (Calcutá) em 1898. Swami Vivekananda deu-lhe o nome Nivedita (que significa aquela que é dedicada a Deus), quando ela deu início ao seu votos de Brahmacharya em 25 de março de 1898. Ela tornou-se a primeira mulher ocidental a receber uma ordem monástica indiana.

Nivedita veio à Índia para criar algo que implementasse a educação das mulheres. No entanto, tão logo Swami Vivekananda, seu Guru, partiu deste mundo, o seu sangue irlandês despertou a revolucionária que inspiraria os jovens e os incipientes líderes do país a lutar pela libertação do jugo inglês. À semelhança de seu mestre, o grande profeta da Índia moderna, homenageado com um feriado nacional como patrono da juventude, por trazer um vigor novo às veias nacionais.

Rabindranath Tagore (prémio Nobel da literatura indiano [1913]) escreveu sobre Nivedita:

” Ela tem de ser reverenciada, não porque tenha sido como uma de nós, mas porque ela foi muito maior do que nós.”

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s