Objetivos da Meditação


Swāmi Satyānanda Saraswatī

Texto extraído do livro «Dynamics of Yoga: The Foundations of Bihar Yoga», Yoga Publications Trust, 2002.

Meditação é um método, um caminho para a auto-realização. Sua prática, quando efetivamente realizada, nos conduz a um processo de autotransformação em todos os aspectos de nossa vida. No entanto, meditar é muito difícil. Quando nos sentamos para meditar muitos pensamentos vêm à tona, muitos problemas aparecem na tela mental e não conseguimos nos desidentificar das emoções e flutuações da mente que surgem como o resultado do incessante trabalho cognitivo. Portanto, como meditar pode ser o primeiro problema a ser enfrentado por qualquer aspirante. Até mesmo os buscadores mais interessados muitas vezes ignoram as técnicas mais simples de meditação, o que acaba gerando um bloqueio futuro. É muito difícil se livrar da consciência corporal e dos estímulos exteriores e forçar a mente focada a permanecer por um tempo prolongado em um objeto requerido. Assim, desde o início deve estar claro que a maestria sobre a mente não se consegue em um dia. Nenhuma escola emite um certificado de proficiência no momento da matrícula. Assim ocorre com a meditação. Meditação é um termo muito vago para qualquer iniciante, pois ele não se encontra apto a perceber o escopo total a que o termo implica.

As técnicas meditativas são um exercício para disciplina mental. Elas dirigem a mente a um propósito desejado. Por meio de técnicas meditativas, manias, extravagâncias, conflitos internos e emoções divergentes como aflições, ansiedades, indecisões, medos, bloqueios psíquicos etc., são curados. A prática meditativa provê a chance de uma introspecção real, o que desbloqueia, limpa ou clareia a manifestação do Ser, tirando de seu caminho as doenças psíquicas geradas pelo ego e suas manifestações na personalidade.

O homem do Séc. XXI permanece com a consciência completamente extrovertida por todo o dia. Nos dias atuais encontramos pouco tempo para olharmos dentro de nós mesmos a fim de descobrirmos a Verdadeira Realidade que se encontra além das manifestações do ego no complexo corpo-mente. Portanto, assim como encontramos tempo para cuidar de nosso corpo e necessidades pessoais, da mesma maneira o Ser interior precisa de alguns minutos de atenção diariamente. Se o corpo físico necessita da evacuação, do banho, da alimentação e de roupas para vestir, então também o corpo mental não necessita de algo cuja natureza seja abstrata? A mente, sem momentos de descanso está fadada a padecer de males como o estresse, uma mazela que acomete inúmeras pessoas, comprometendo o envolvimento com o mundo. Portanto, a mente precisa de um zelo cuidadoso. Até mesmo as máquinas descansam após horas de trabalho. Você pode nomear alguma técnica para remover e tranquilizar as tensões nos nervos exceto os métodos yogīs de relaxamento e revitalização? O acúmulo de ondas mentais pode ser completamente varrido da mente através do processo de meditação.

A meditação é o caminho mais direto para se acessar o Ser interior. Através das técnicas de meditação as faculdades latentes ou em desuso da mente e dos centros cerebrais3 são completamente despertos. Se a mente se encontra livre das memórias de experiências passadas – se estiver livre de tensão e focada – sua energia pode ser direcionada a exploração de regiões desconhecidas e ocultas. Uma enorme carga de conhecimento transcendental pode ser canalizada através de uma mente focada e dirigida. Problemas que anteriormente se encontravam sem solução, cuja mente trabalhava horas, dias, meses ou talvez anos incessantemente para conseguir a solução, podem ser sanados através da prática constante das técnicas meditativas. Elas trazem uma nova luz a consciência. A meditação profunda, concentrada e focada abre novos horizontes para uma vida cheia de conhecimento e sabedoria.

Todas as vicissitudes da mente ainda são desconhecidas pela humanidade. Os maiores cientistas admitem que a verdade última ainda não é conhecida. Através da meditação, este campo do desconhecido pode ser completamente explorado, o que traz benefícios em todos os aspectos da vida. A prática meditativa ajuda na descoberta e cura de inúmeras doenças como pressão alta, dores etc. Sua aplicação terapêutica já é amplamente difundida por inúmeros médicos e cientistas.

Freud sustentava que as ocorrências diárias no físico são manifestações de desejos inconscientes. Se isso for verdade, a raiz de toda miséria, doença e enfermidade é o sagradoid de Freud. Os psicólogos hindus, os sábios de eras passadas, sustentavam uma visão similar, mas com diferença na terminologia. O id de Freud é senão uma fagulha daquilo que conhecemos como citta, o depósito de todos os desejos e instintos primitivos. Todas as doenças se originam primeiro na mente. A simples ideia ou medo de que eu posso pegar um resfriado ou de que eu posso contrair alguma doença prepara o corpo para recepção de germes, fungos, vírus etc. A prática regular de meditação desenvolve o poder da vontade e livra a mente do apego a noções erradas, falsas ideias, bloqueios e medos.

A meditação culmina no samādhi, a evolução máxima da mente humana. Através da concentração, contemplação e meditação o praticante pode transcender os limites de sua mente. A mente e o corpo são os espinhos que cravam a alma humana, causando dor e miséria. Se a mente e o corpo são transcendidos, não existe mais sofrimento, angústia ou ignorância; dessa maneira nada pode limitar o poder da alma. Um pássaro livre do cativeiro pode voar para as mais elevadas altitudes. Da mesma maneira, a Consciência transcende os limites do complexo corpo-mente, desfrutando de suprema bem-aventurança, luz e poder. Talvez seja errado dizer desfrutando. Corretamente, não há mais dualidade, não há mais a existência dual da consciência, do conhecedor e daquilo que é conhecido. A consciência se torna una com a Consciência Cósmica. Esse é o objetivo primordial da meditação. Se, através da prática do desapego aos objetos externos desejados, o praticante sinceramente atingir proficiência em focar sua mente na direção do divino transcendental, se libertará do hábito de reagir aos incidentes frívolos da vida.

Tradução livre de Fernando Liguori.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s