Manaskriyā: Visualização Interior #1


Fernando Liguori

manaskriyā é uma técnica de visualização interior muito utilizada nos primeiros estágios da meditação. Literalmente, manaskriyā significa atividade mental e é usada para desenvolver, unificar e direcionar o potencial mental que, de modo geral, está disperso. Não é uma técnica de auto-sugestão ou hipnose. Ao contrário, consiste em concentrar a energia do pensamento de forma que seja criado no plano mental o objetivo que desejamos ver realizado em outro plano qualquer de nossa existência. Essa é uma técnica preliminar ao cidākāśa dhāraṇā, um tipo especial de meditação onde ocorre a observação da tela projetada pelo ājñā-cakra, a sala negra onde os fenômenos psíquicos são processados, energizando a substância mental superior.

A atividade rotineira, dispersiva, reduz consideravelmente a capacidade de realização que possuímos. Com a mentalização unificamos essa energia psíquica que habitualmente se encontra dispersa e nos concentramos em um único objeto, de maneira que este se cristalize, se materialize no plano físico. Ao criar essa atividade no plano mental, criamos ao mesmo tempo um substrato psicológico favorável para que ele se manifeste no plano físico.

Tudo no universo é energia em forma de vibração. O pensamento também é uma manifestação dessa energia que vibra em um plano mais sutil. Ao unificar os pensamentos, realizamos um processo de condensação dessa energia, concentrando e desenvolvendo o nosso potencial e precipitando, criando no plano mental o que desejamos concretizar.

Isso tem diversas aplicações práticas no nosso dia a dia. Um pensamento potencializado facilita a realização de qualquer objetivo. Isso não é instantâneo, nem se trata de sentar-se ou ajoelhar-se na intenção de fazer pedidos. Nesta prática é necessário muita persistência. A velocidade da realização de algum objetivo vai depender da quantidade de energia mental e física investida nele. Através do manaskriyā vamos direcionar os efeitos da prática de acordo com nossos interesses.

« P R Á T I C A  D I R I G I D A »

Teste de visualização (escrita psíquica)

Estágio 1: Preparação

Sente-se confortavelmente em uma postura meditativa. Feche seus olhos. Ajuste a posição de maneira que você não precise mexer nenhuma parte de seu corpo durante a prática. A coluna deve estar perfeitamente ereta. A cabeça, o pescoço e os ombros na posição vertical, bem encaixados. Coloque as mãos nos joelhos em cin ou jñāna-mudrā. Inspire profundamente e vocalize durante sete fôlegos o mantra OṃOṃ, Oṃ, Oṃ, Oṃ, Oṃ, Oṃ, Oṃ. Se torne consciente do cidākāśa, a tela mental, o espaço negro que se forma na frente de seus olhos fechados.

Estágio 2: Escrita psíquica no cidākāśa

Visualize a tela negra. Inicie uma escrita psíquica nesta tela mental com um pedaço de giz. Esteja consciente daquilo que você escreve na tela mental. Consiga perceber que você escreve em uma grande tela negra.

Números: Enquanto eu realizo a contagem, escreva os números gradativamente na tela negra. 1, 2, 3, 4, 5, 6, 7, 8, 9, 10. Você precisa escrever, não visualizar. Você precisa fazer todo processo de escrita. Limpe o que você escreveu com um espanador. Pegue o giz novamente e escreva 11, 12, 13, 14, 15, 16, 17, 18, 19, 20. Novamente, limpe o que você escreveu com um espanador.

Palavras: Escreva a frase eu não estou dormindo. Na linha de baixo escreva a frase estou completamente acordado. Passe para linha abaixo e escreva estou completamente desperto. Limpe as três linhas com um espanador.

Números: Novamente, escreva os números 21, 22, 23, 24, 25, 26, 27, 28, 29, 30. Limpe a linha com um espanador e observe a tela negra.

Linhas: Esteja consciente de que você está escrevendo na tela negra com um pedaço de giz. De frente para esta tela negra, comece a traçar uma linha ondulante de um lado ao outro da tela. A linha ondulante continua se movendo lado a lado, de um lado ao outro. Quando terminar uma linha, imediatamente comece outra. Continue até preencher completamente a tela mental (pausa).

Números: Limpe toda a tela mental com um espanador e novamente inicie a escrita dos números 31, 32, 33, 34, 35, 36, 37, 38, 39, 40. Limpe a linha com um espanador e escreva 41, 42, 43, 44, 45, 46, 47, 48, 49, 50. Limpe a linha com um espanador. Agora pegue um giz rosa.

Palavras: Escreva a frase eu não estou dormindo. Na linha de baixo escreva a frase estou completamente acordado. Passe para linha abaixo e escreva estou completamente desperto. Limpe as três linhas com um espanador.

Números: Observe a tela negra a sua frente. Pegue o giz rosa e escreva 51, 52, 53, 54, 55, 56, 57, 58, 59, 60. Limpe a linha com um espanador (pausa).

Zeros: Se prepare para escrever novamente, só que desta vez com um giz amarelo. Escreva uma linha completa de zeros: 0-0-0-0-0-0-0-0-0-0-0-0. Quando terminar, passe para outra linha. Continue escrevendo até preencher toda tela mental (pausa). Limpe a tela mental com um espanador.

Triângulos: Com o giz amarelo, desenhe na tela mental um pequeno triângulo. Desenhe outro triângulo. Desenhe outro triângulo. Desenhe outro triângulo. Desenhe outro triângulo. Desenhe outro triângulo. Desenhe outro triângulo. Desenhe outro triângulo. Desenhe outro triângulo. Limpe a linha com um espanador.

Cruzes: Com um giz azul, desta vez desenhe uma pequena cruz. Desenhe outra cruz. Desenhe outra cruz. Desenhe outra cruz. Desenhe outra cruz. Desenhe outra cruz. Desenhe mais uma cruz. Desenhe outra cruz. Desenhe outra cruz. Limpe a linha com um espanador.

Linhas retas: Com o giz, trace uma linha reta de um lado ao outro da tela negra. Passe para linha de baixo e trace mais uma linha. Lado a lado, trace linhas retas em toda a tela mental, de uma lado ao outro. Limpe todas linhas com um espanador.

Números: Observe a tela negra a sua frente. Pegue o giz e escreva 61, 62, 63, 64, 65, 66, 67, 68, 69, 70. Limpe a linha com um espanador (pausa).

Oṃ: Com um giz verde, trace o símbolo Oṃ. Desenhe outro Oṃ. Desenhe outro Oṃ. Desenhe outro Oṃ. Desenhe outro Oṃ. Desenhe outro Oṃ. Desenhe outro Oṃ. Desenhe outro Oṃ. Desenhe outro Oṃ. Desenhe outro Oṃ. Desenhe outro Oṃ. Limpe a linha com um espanador.

Estágio 3: Fim da prática

Relaxe todo o esforço de visualização. Se torne consciente do ambiente ao seu redor e de seu corpo. Observe o entrando e saindo. Inspire. Expire. Traga a consciência para o exterior vagarosamente enquanto movimenta suas mãos. Abra seus olhos. A prática está terminada.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s