Como agem as endorfinas


Por Sara ViegaAtualizado: 16 janeiro 2017
Como agem as endorfinas

Para entender como atuam as endorfinas no organismo, a primeira coisa que devemos saber é o significado correto deste termo. “Endorfina” provém da soma de duas palavras: endógeno, que quer dizer originado pelo próprio organismo, e morfina, que faz referência a uma substância que atua sobre os receptores exercendo uma forte ação analgésica. Isto quer dizer que as endorfinas são hormônios que o nosso próprio corpo produz em determinadas situações e que têm efeitos idênticos à morfina, uma substância utilizada na medicina para combater a dor. Quando se libera este hormônio, a pessoa passa por uma sensação de prazer e bem-estar, motivo pelo qual também são conhecidos como hormônios da felicidade. Continue lendo este artigo de umComo.com.br para saber exatamente como agem as endorfinas.

Também lhe pode interessar: Como aumentar as endorfinas

O que são as endorfinas?

As endorfinas são substâncias que o organismo sintetiza de forma natural; são as células situadas a nível do hipotálamo e da glândula pituitária, que são responsáveis pela sua secreção. Estão presentes, além disso, no sistema digestivo e na medula espinhal. A questão que nos interessa é que as endorfinas são liberadas apenas em determinadas situações como o estresse, a dor, o esforço intenso ou a excitação sexual. É nestas situações que as endorfinas liberadas agem como analgésicos naturais. O que queremos dizer com isto? Que agem amenizando a dor.

Se o hipotálamo estiver submetido a uma certa excitação, a sensação de euforia motivada pela liberação de endorfinas mantém-se. Além de regular a função respiratória, as endorfinas agem também induzindo o sono. No caso do ato sexual, quando se atinge o clímax, ou seja, o orgasmo, as endorfinas agem em certas áreas do hipotálamo promovendo o relaxamento do corpo.

Como agem as endorfinas - O que são as endorfinas?

O que representa um baixo nível de endorfinas?

Às vezes, existem certos sintomas indicativos de um nível baixo de endorfinas. Por exemplo, se uma pessoa sente dificuldade de desfrutar da vida, encontrar motivações nas suas rotinas diárias ou sente que as boas notícias só lhe proporcionam uma alegria momentânea ou de baixa intensidade, é possível que seus níveis de endorfinas estejam bastante baixos.

De fato, se as pessoas tivessem um nível nulo de endorfinas, não sentiriam prazer em nada. As pessoas com um nível muito baixo de endorfinas são bem mais sensíveis e sofrem mais que outras diante das adversidades da vida ou das decepções. Elas demoram mais para superar estas situações e sentem-se anestesiadas e presas. Costumam ser pessoas que choram regularmente por se sentirem no limite facilmente. Além disso, sentem-se tristes com frequência ou sofrem períodos de tristeza sem uma razão aparente ou, pelo menos, sem chegar a exteriorizar e mostrar às pessoas à sua volta.

Como agem as endorfinas - O que representa um baixo nível de endorfinas?

Como aumentar as endorfinas

Se quisermos aumentar os níveis de endorfinas, algumas atividades podem nos ajudar como, por exemplo, a meditação e a prática de atividades relaxantes, pois esta será uma boa forma de combater o estresse e atingir um bem-estar emocional maior.

Também é importante mudar a nossa forma de comer, já que a alimentação tem um papel muito importante no nível de endorfinas. Um exemplo disso é que se não consumirmos a quantidade adequada de proteínas, não teremos aminoácidos suficientes para produzir as endorfinas. Outros alimentos que favorecem a secreção destes hormônios são os alimentos doces, os ricos em vitamina B e C e os legumes. Às vezes, tudo se explica por questões genéticas, por isso nestes casos devemos explorar o nosso histórico familiar.

Seja qual for o motivo que provoca uma queda no nível de endorfinas, é importante que façamos o possível para reverter esta situação. Sobretudo, porque elas são as responsáveis, entre outras coisas, de ajudar a recuperar a calma após experiências negativas. Depois de acontecimentos traumáticos, como perder alguém muito querido, ter um nível mais baixo ou mais alto de endorfinas pode ter muito a ver e influenciar a nossa recuperação.

Se o normal é se recuperar após um tempo, quando a pessoa tem níveis baixos de endorfinas, passa por uma dor emocional e física mais intensa do que o normal. Além disso, terá mais dificuldade de se recuperar completamente e voltar a sentir-se bem. Em resumo, como falamos antes, tudo será mais complicado sem o analgésico emocional natural que as endorfinas representam.

No seguinte artigo de umComo.com.br explicamos com mais detalhe Como aumentar as endorfinas.

Como agem as endorfinas - Como aumentar as endorfinas

Este artigo é meramente informativo, no umCOMO não temos capacidade de receitar nenhum tratamento médico nem realizar nenhum tipo de diagnóstico. Convidamos você a recorrer a um médico no caso de apresentar qualquer tipo de condição ou mal-estar.

Se pretende ler mais artigos parecidos a Como agem as endorfinas, recomendamos que entre na nossa categoria de Saúde Mental.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s