Flavonoides: o que são e quais seus benefícios


Os flavonoides são compostos presentes em alimentos como frutas, verduras e cereais. Eles têm função antioxidante, anti-inflamatória e podem prevenir doenças

Você com certeza já consumiu flavonoides por aí, mas você sabe o que eles são? Também conhecidos como bioflavonoides, os flavonoides são uma classe de compostos fenólicos de origem natural, que já foram chamados até de vitamina P. Eles possuem uma série de propriedades farmacológicas atuantes no organismo humano, capazes de trazer inúmeros benefícios para a saúde – já se tem o conhecimento de mais de oito mil substâncias desse grupo.

Benefícios

Antes de sabermos onde estão presentes, vamos ao benefícios dos compostos. Estudos apontam a capacidade antioxidante dos flavonoides – eles são capazes de reagir com vários tipos de radicais livres (que aceleram o envelhecimento precoce), formando assim compostos estáveis e retardando o envelhecimento das células. Pode-se mencionar também as ações anti-inflamatória, vasodilatadora, analgésica, anticancerígena (veja aqui pesquisa que mostra a importância da ingestão de vegetais contra o câncer), anti-hepatotóxica, bem como atividade antimicrobiana e antiviral.

Existem também pesquisas que mostram a ação inibitória de alguns flavonoidescontra uma protease do vírus da imunodeficiência humana, o HIV, causador da AIDS (o que não significa que flavonoides tenham ação preventiva contra HIV – sempre use métodos contraceptivos).

Alimentos ricos em flavonoides

Há diversos alimentos que são fonte desses compostos orgânicos. E o melhor é que eles são facilmente encontrados em qualquer mercado. Os flavonoides estão presentes em frutas como uva, morango, maçã, romã, blueberry, framboesa e em outras de coloração avermelhada; em vegetais como brócolis, espinafre, couve e cebola; em cereais e sementes, como nozes, soja, linhaça; além de serem encontrados em bebidas, como no vinho tinto, chás, café e cerveja, e até no chocolate e no mel. Sempre que for possível, para que não seja prejudicado pelos efeitos persistentes de pesticidas e fertilizantes, dê preferência a alimentos de origem orgânica.

teor médio de flavonoidesconsumidos diariamente se distribui da seguinte maneira: 44 mg em cereais, 79 mg em batatas, 45 mg em grãos e nozes e 162 mg em vegetais e ervas, sendo a quercetina o mais abundante e mais representativo tipo de flavonoide. Cerca de 95% do total de flavonoidesingeridos são quercetina – suas principais fontes são a cebola (284-486 mg/kg), a maçã (21-72mg/kg) e o brócolis (30 mg/kg).

Recomendação de ingestão diária

Ainda não há nenhuma pesquisa que indique com exatidão a quantidade total de flavonoides que devem ser ingeridos por pessoa. Isso se deve à falta de dados sobre a sua distribuição nos alimentos, mas estima-se que essa quantidade varie entre 26 mg a 1 g por dia, o que depende diretamente da dieta e consumo das fontes específicas. Também não há nenhuma recomendação de consumo diário dessas substâncias.

Os flavonoides já despertaram interesse no meio acadêmico, tornando-se objeto de muitos estudos, mas ainda há muitas funcionalidades a serem descobertas por trás desses compostos.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s