Exclusão Social


Compartilhar
Enviar

Exclusão Social designa um processo de afastamento e privação de determinados indivíduos ou de grupos sociais em diversos âmbitos da estrutura da sociedade.

Trata-se de uma condição inerente ao capitalismo contemporâneo, ou seja, esse problema social foi impulsionado pela estrutura desse sistema econômico e político.

Assim, as pessoas que possuem essa condição social sofrem diversos preconceitos. Elas são marginalizadas pela sociedade e impedidas de exercer livremente seus direitos de cidadãos.

Podemos salientar as condições financeiras, religião, cultura, sexualidade, escolhas de vida, dentre outros.

Os excluídos sociais, geralmente são minorias étnicas, culturais e religiosas. Como exemplos, temos os negros, índios, idosos, pobres, homossexuais, toxicodependentes, desempregados, pessoas portadoras de deficiência, dentre outros.

Observe que essas pessoas ou grupos sociais sofrem muitos preconceitos. Isso afeta diretamente aspectos da vida, e, em muitos casos, gera outro problema chamado de “isolamento social”.

Exclusão Social no Brasil

No Brasil, a exclusão social está longe de ser um problema resolvido. Com tantas desigualdades e comportamentos intolerantes, nosso país tem apresentado diversos casos de exclusão. Destacam-se as escolhas relacionadas com a sexualidade, religião e culturas.

Por outro lado, podemos comemorar alguns progressos nessa área. Como exemplos, temos o desenvolvimento de projetos sociais e ainda, a inclusão de disciplinas com temas transversais nas escolas: pluralidade cultural, orientação sexual e ética.

Temas como estes, estão intimamente relacionados com a cidadania e visam uma construção social menos desigual e mais tolerante na nossa sociedade.

Além disso, o reconhecimento de culturas minoritárias seguem aliadas com o objetivo de criar cidadãos mais tolerantes e conscientes de suas ações.

Nesse ínterim, diversos projetos e programas sociais surgem com o intuito de oferecer suporte para a visibilidade desses grupos minoritários.

Um exemplo disso, são as cotas raciais desenvolvidas pelas universidades para incluir alunos de origem negra ou indígena.

Com isso, essas pessoas somam suas vozes às outras, tendo, portanto, a oportunidade de mostrar sua história e opiniões sobre determinados temas.

Para os toxicodependentes, podemos citar a cracolândia, situada no centro da cidade de São Paulo. Nesse local, diversos dependentes de crack andam pelas ruas em busca de droga. Eles vivem em condições precárias de higiene.

Nesse caso, podemos citar o descaso do sistema público para lidar com essas pessoas. Assim, elas são completamente excluídas da sociedade e tratadas de maneira hostil.

Diversas tentativas da prefeitura da cidade estão relacionadas com a requalificação da área. Mas, o intuito é retirar aquelas pessoas dali, sem que haja projetos sociais associados com a recuperação dos toxicodependentes.

Embora existem propostas recentes de programas sociais destinadas à esses grupos, essa triste realidade de exclusão social na cracolândia ainda está longe de ser resolvida.

Desses programas implementados pelo governo do Estado de São Paulo destacam-se: “Recomeço” (2013), “Braços Abertos” (2014-2017) e “Redenção” (2017).

Inclusão Social

Inclusão Social é um conceito contrário à exclusão social. Ou seja, ele trata das diversas maneiras de incluir os seres humanos que, por algum motivo, estão excluídos da sociedade.

Em resumo, a inclusão social é um conjunto de ações e medidas que priorizam a igualdade de direitos. Ela busca oportunidades de acesso para todos com o intuito de acabar com o problema da exclusão social.

Projetos e Programas de inclusão de diversas instituições pelo mundo têm diminuído cada vez mais o problema da exclusão.

Desigualdade Social e Exclusão Social

desigualdade social e econômica gerada pela miséria, injustiça e exploração econômica, tem sido um grande problema social enfrentado por diversos países no mundo.

Para muitos, a desigualdade social no mundo começa com a introdução do sistema capitalista, onde há os produtores e trabalhadores, ou exploradores e explorados.

Nesse sentido, o conceito de exclusão social está intimamente relacionado com o de desigualdade.

Isso porque ela potencializa o processo de exclusão social. Gera pobreza, miséria, mortalidade, aumento do desemprego, aumento da violência e marginalização de parte da sociedade.

Ainda que a desigualdade social no Brasil tenha diminuído nos últimos anos, o problema da exclusão social é notório em diversos locais do país.

Tipos de Exclusão Social

Há diversos tipos de exclusão social, das quais se destacam:

  • Exclusão Cultural e Étnica: conceito atribuído as minorias étnicas e culturais, por exemplo, a exclusão dos índios.
  • Exclusão Econômica: determina a exclusão de pessoas que possuam rendas inferiores, por exemplo, os pobres.
  • Exclusão Etária: designa a exclusão por idades, por exemplo, crianças e idosos.
  • Exclusão Sexual: tipo de exclusão que é determinada pelas diferentes preferências sexuais, por exemplo, a exclusão dos transexuais.
  • Exclusão de Gênero: relativo ao gênero masculino e feminino, por exemplo, a exclusão das mulheres.
  • Exclusão Patológica: exclusão relativa às doenças, por exemplo, os portadores de HIV.
  • Exclusão Comportamental: aborda sobre os comportamentos destrutivos, por exemplo, dos indivíduos toxicodependentes.
Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s