O que fazer se você tem um cheiro forte “naquele lugar”


DANIEL VILLENEUVE VIA GETTY IMAGES

Pergunta: Sou mulher e por mais que eu tente, por mais que tome banho e tente diferentes produtos, sempre tenho um cheiro… naquele lugar. Por quê? O que posso fazer para ficar inodora?

Resposta: O problema com o odor vaginal é que não existem muitos bons estudos ou ensinamentos sobre o que é “normal” ou não, segundo o médico Rajiv Gala, da Faculdade Americana de Obstetras e Ginecologistas e membro do corpo docente do Departamento de Obstetrícia e Ginecologia do Centro Médico Ochsner, em Nova Orleans. Mas, se você estiver notando um odor especialmente forte, é muito provável que a causa seja uma infecção.

O corrimento decorrente de candidíase, uma infecção vaginal comum, geralmente não tem odor, mas outros tipos de infecções, sim. A vaginose bacteriana, o nome dado a um desequilíbrio da flora bacteriana vaginal, provoca corrimento com odor forte de peixe. A tricomoníase, que é transmitida pela relação sexual e causada pelo parasita Trichomonas vaginalis, causa um corrimento que também pode ter um odor de peixe (além de outros sintomas).

Mas no caso de um terço das mulheres que têm odor vaginal, existe alguma outra causa que não seja uma infecção. “Há coisas como transpiração excessiva, constipação crônica, vazamento de urina e higiene insuficiente”, Gala disse ao HuffPost. “Há ocasiões em que o problema não é infeccioso, e pode não haver antibiótico que o resolva.”

Por exemplo, o uso de roupas muito justas pode gerar odor vaginal, porque o suor e as bactérias ficam presas na pele, o que pode causar odor. O excesso de peso corporal também pode ser um culpado inesperado pelo odor: quando há pele em excesso que gera dobras de pele, a transpiração que fica presa nessas dobras também pode gerar odor, observa o médico.

Gala informa ainda que o odor vaginal pode mudar ao longo do ciclo menstrual da mulher. Algumas mulheres vazam um pouco de urina quando se exercitam; o uso de absorvente nesses casos também pode gerar odor.

Se uma mulher está preocupada com seu odor vaginal, deve consultar seu médico para chegar à raiz do problema. O médico “poderá examiná-la e verificar que não haja algo mais sério ou algo tratável ocorrendo”, diz Gala. “Médico e paciente podem encontrar soluções individuais para cada caso.”

Se a causa do cheiro é uma infecção, a paciente pode obter antibióticos ou outros tratamentos necessários para combatê-lo. Mas algumas outras recomendações para reduzir o odor incluem o uso de roupa de baixo de algodão, usar roupas um pouco mais soltas e trocar a roupa íntima com frequência, especialmente quando você fez exercícios. Perder peso também pode ajudar se o odor for causado por dobras de pele em volta da área vaginal.

Pode ser tentador comprar produtos vendidos sem receita médica para mascarar o odor vaginal, mas Gala avisa que eles não apresentam qualquer benefício para a saúde. “Podem dar algum alívio no curto prazo, mas, na realidade, há alguns dados que indicam que esses produtos elevam os riscos de contrair vaginose bacteriana, candidíase ou doenças pélvicas inflamatórias”, ele disse.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s