Um esforço para transformar a si mesmo


A prática budista consiste numa batalha interna

Trechos do discurso proferido pelo presidente da SGI, Daisaku Ikeda, no Conselho Nacional de Representantes, realizado no Centro Cultural Soka, Tóquio, em 21 de fevereiro e publicado no Seikyo Shimbun no dia 26 de fevereiro.

O presidente Toda estimava os jovens. Por estimá-los, era também rigoroso nos treinamentos. Não perdoava aqueles que agiam com astúcia e prepotência. Numa ocasião, disse: “Como poderá transformar a vida se ficar andando lentamente por uma estrada plana?” A prática da fé é uma luta para transformar a si mesmo. É natural enfrentar caminhos íngremes nessa jornada.

Durante a guerra, a Soka Gakkai enfrentou a perseguição religiosa praticada pelo governo militar. O presidente Toda disse a seu mestre: “Presidente Makiguchi, vamos lutar decididamente. Sou um simples discípulo, mas estou preparado para devotar a minha vida!”

O presidente Makiguchi era veementemente contra a aceitação do talismã xintoísta, imposto pelo clero. Ele seguiria pelo caminho do martírio, e seu discípulo também estava disposto a segui-lo.

Jamais esqueçamos que esse nobre laço de mestre e discípulo entre os presidentes Makiguchi e Toda é o eterno esteio da construção do sólido alicerce da Soka Gakkai.

SINCERIDADE EM PRIMEIRO LUGAR

kosen-rufu é promover a expansão da esperança, da felicidade e da amizade.

O presidente Toda disse: “Há ocasião em que precisamos contar com o apoio de pessoas externas à nossa organização, muito mais do que o de parceiros internos. Por isso, criem amigos e aliados fora da organização!”

Criar verdadeiros aliados — para isso, a sinceridade deve vir em primeiro lugar. Nunca sejam arrogantes possuindo um “nariz empinado”.

Quando acontecer algo com um desses amigos, prestem-lhe assistência imediata. Sejam pessoas agradáveis e tenham iniciativa em cumprimentá-los. Devemos conquistar a confiança por meio da sinceridade e da lealdade.

Não há necessidade de falar de maneira diferente. Deixem o coração sintonizar-se naturalmente. Porém, cuidem-se para não ser ingênuos a ponto de serem aproveitados por pessoas maldosas. É preciso ter uma sabedoria aguçada para discernir o bem do mal.

Em todo caso, sejam alegres e atuem com satisfação! Se perderem essa disposição, perderão também toda a motivação. Por favor, avancem com um coração amplo e com tranquilidade.

Por exemplo, há ocasião em que tentamos converter uma pessoa com o máximo de nossos esforços. Contudo, ela se mantém relutante e não conseguimos concluir a conversão. Mesmo assim, é um resultado satisfatório; não há porque se preocupar demasiadamente. Basta, agora, orar firmemente desejando a felicidade dessa pessoa. Sem dúvida, essa oração atingirá o coração dela.

Ninguém pode superar uma pessoa munida de forte oração. A oração é a essência do budismo e do universo.

Fonte

Brasil Seikyo, ed. 1.885, 31 mar. 2007, p. A2
Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s