O concurso de arte para pessoas com autismo e o vídeo vencedor de 2018 André Cabette Fábio


 

05 Mai 2018 (atualizado 05/Mai 21h35) Em obra, a artista visual Charlotte Amelia Poe se dirige a outras pessoas com o distúrbio e fala sobre sofrimento e superação FOTO: REPRODUÇÃO IMAGEM DO VÍDEO ‘COMO SER AUTISTA’, DE CHARLOTTE AMELIA POE   O transtorno do espectro do autismo, ou simplesmente “autismo”, é um distúrbio que compromete a capacidade de interação social e de comunicação no geral. Frequentemente, pessoas com autismo também demonstram comportamentos repetitivos, como balançar o corpo, seguir um conjunto específico de regras e ser resistente a mudanças. A ciência ainda não compreende completamente o autismo, que se manifesta de formas particulares em cada pessoa. Há indícios de que o transtorno se relaciona com a forma como as células nervosas e suas sinapses se organizam, alterando o processamento de informações. Muitas das pessoas com autismo enfrentam dificuldades para realizar tarefas cotidianas e manter relacionamentos ou um emprego. Lançado em 2016 pela ONG focada em pessoas com autismo Spectrum, o Spectrum Art Prize tem como objetivo “fornecer tanto uma plataforma quanto uma rede profissional” a artistas vivendo com autismo no Reino Unido. A vencedora da edição de 2018 foi a artista visual Charlotte Amelia Poe, que produziu um vídeo de pouco menos do que seis minutos chamado “Como Ser Autista”. No trabalho, endereçado a outras pessoas com autismo, Poe filma a si mesma em seu quarto e descreve problemas pelos quais pessoas com o distúrbio passam e como elas se sentem. Ela diz “você vai sobreviver”. “Você vai se agarrar às bordas de mesas e se remexer em sua cadeira e tenta não desmaiar, enquanto uma outra onda de pânico te atravessa. Você vai vomitar nos seus sapatos. Não vão permitir que você vá para casa” Obra ‘Como ser autista’, de Charlotte Amelia Poe   A obra de Poe foi escolhida por um painel de juízes formado pelo diretor do Centro de Pesquisa em Autismo da Universidade de Cambridge, Simon Baron-Cohen, pela curadora Sacha Craddock e pelos artistas Mark Wallinger e Ray Billingham. O prêmio foi de 10 mil libras em dinheiro. Segundo informações do site especializado em leilões e notícias sobre arte Artnet, na cerimônia de entrega Craddock descreveu o vídeo vencedor como um relato do que é “viver o inferno e triunfar”.

Link para matéria: https://www.nexojornal.com.br/expresso/2018/05/05/O-concurso-de-arte-para-pessoas-com-autismo-e-o-v%C3%ADdeo-vencedor-de-2018

© 2018 | Todos os direitos deste material são reservados ao NEXO JORNAL LTDA., conforme a Lei nº 9.610/98. A sua publicação, redistribuição, transmissão e reescrita sem autorização prévia é proibida.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s