Do diálogo à Justiça: como cobrar dívidas sem constranger o devedor


Da conversa cordial à Justiça, veja as opções que o credor tem para receber o dinheiro devido

  • Leandro Rodrigues
  • Agência RBS
Negociação pode ir do diálogo à Justiça para preservar direitos do credor e do devedor. |

Negociação pode ir do diálogo à Justiça para preservar direitos do credor e do devedor.

Dois dados da economia chamam atenção: o número de devedores crescendo e o aumento de Microempreendedores Individuais (MEIs). Os dois acabam se encontrando e, aí, é preciso que o MEI tenha jogo de cintura para encarar o “devo, não nego, pago quando puder” dos clientes.

Dono de um armazém há 34 anos no bairro Azenha, em Porto Alegre, o comerciante Antonio Camassola, 80 anos, conhece bem a dificuldade de receber dos clientes que não pagam em dia. Para cobrar, sempre usou o diálogo.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s