Por que a resiliência é o verdadeiro caminho para a felicidade?


Resiliencia e felicidade

Felicidade é uma daquelas coisas elusivas que as pessoas acreditam que querem muito, mas não conseguem descrever exatamente o que é. Para os infelizes, tudo o que eles sabem é que felicidade é alguma outra coisa, não é o que eles sentem, não é o que eles estão passando. Alguns acreditam que felicidade é alegria, viver o momento, outras a associam com a ausência de problemas e stress. O fato é que a maioria das pessoas não sabe o que é felicidade e mesmo quando dizem que estão felizes, muitas vezes estão erradas!

Alegria em si, os momentos, definitivamente não tem nada a ver com felicidade! Momentos felizes não fazem uma vida feliz. Se basear muito nessas ocasiões para se sentir feliz é até mesmo perigoso pois pode viciar. Se você convencer a si mesmo que felicidade é um estado de êxtase e grandes emoções, você constantemente estará procurando por aventuras, por aqueles momentos que fazem você se sentir vivo. Você não se considera feliz porque não vivencia prazer o tempo todo.

Se, por outro lado, você associa felicidade à ausência de problemas e stress você tende a se sentir incomodado com a menor perturbação à sua vida pacata e calma. Se você está passando por dificuldades, você sente necessidade de harmonia e paz, você quer que todos os problemas passem o mais rápido possível para que você volte a se sentir bem e finalmente ser feliz.

Há muitos que acham que felicidade é quando as coisas acontecem do jeito que querem, e se sentem frustrados e deprimidos quando o mundo mostra que tem vontade própria. Há ainda aqueles que acham que felicidade só acontece quando atingem suas metas, até lá precisam amargar uma vida sofrida.

É claro que poderíamos também levantar uma série de outras situações que as pessoas confundem com felicidade ou a condicionam a alguma outra coisa que elas não possuem nesse momento. Algumas acreditam que é o grande amor, outras família, outras carreira, outras sucesso financeiro, outras ainda acreditam que só serão felizes se forem famosas e por aí vai.

Felicidade, entretanto, não está condicionada a absolutamente nada. Se eu pudesse colocá-la em palavras eu diria que felicidade é um estado íntimo de paz interior, autoconfiança e segurança pessoal, integridade íntima. É uma condição em que confiamos e amamos a nós mesmos e somos capazes de nos colocarmos assertivamente no mundo, sem precisar brigar, espernear, fazer drama, gerar coflitos. Lidamos proativamente com as coisas que acontecem em nossas vidas. Não nos frustramos com as atitudes dos outros e não ficamos deprimidos quando as coisas não acontecem como desejamos.

O que torna as pessoas infelizes é a incapacidade de lidar com a vida como ela é, com o mundo em que vivem. Não vamos confundir momentos infelizes com infelicidade! Coisas tristes e infortunas acontecem com todo mundo. Grandes perdas, oportunidades desperdiçadas, acidentes. Nos sentimos pra baixo por um tempo, mas logo nos recuperamos e voltamos ao normal. Infelicidade é uma outra história! É um estado de constante insatisfação, frustração, irritação, ansiedade, tédio, stress, e até mesmo desesperança.

Na maioria das vezes, infelicidade é o resultado da falha em lidar com adversidade, conflitos, obstáculos, competição, pressão, stress, e frustração. Se você olhar por esse ponto de vista, a felicidade se torna algo muito mais ligado à eficácia pessoa em lidar com as dificuldades da vida do que algo em que esbarramos ou encontramos de repente.

Essas são qualidades de uma pessoa resiliente. Sua habilidade de dar conta do recado quaisquer que sejam as circunstâncias define como você se sente em relação à sua própria vida, se você se sente feliz ou infeliz. Felicidade duradora se constrói em cima de suas potencialidades, suas forças.

Você se sente feliz quando:

– Você persevera e persiste para conquistar o que deseja
– Você lida com os eventos de forma madura, respeita a liberdade alheia (as pessoas não tem obrigação nenhuma de viverem da forma como você acha melhor, o mundo não tem que girar do jeito que você quer)
– Você é assertivo e consegue se colocar com confiança, valorizando a si mesmo ao invés de ceder às pressões alheias contra a própria vontade
– Você não tenta manipular os outros fazendo dramas, ameaças, chantagens emocionais
– Você não se frustra quando as coisas dão errado, mas dá a volta por cima sem se abalar
– Você toma a iniciativa para correr atrás do que você quer e não fica esperando que alguém te ajude

Se você é esse tipo de pessoa, você naturalmente se sente feliz, você não precisa ter esperança de um dia encontrar a felicidade em alguma coisa, alguma pessoa, alguma circunstância.

Lembre-se que expectativas sempre podem se quebrar, a vida não precisa acontecer direitinho como queremos para nos sentirmos felizes. Felicidade não é condicionada às coisas saírem sempre como as idealizamos. Frustração é parte do jogo. Assim como adversidade, conflitos, dificuldades, pressão, stress, pessoas difíceis, e por aí vai. As coisas se quebram, pessoas nos decepcionam, nos traem, o mundo muda contra a nossa vontade. Como lidamos intima e externamente com tudo isso define como nos sentimos no final das contas. Quanto mais resiliente somos, quando mais fortes conseguimos nos manter, mais felizes nós nos sentimos apesar de tudo o que nos acontece.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s