O que é autoestima?


Autoestima

Para começarmos a falar sobre autoestima, primeiro precisamos definir um detalhe bobo, mas que gera um tanto de confusão! Muita gente não sabe como escrever autoestima! Já vi gente se referindo a “baixa-estima” ou escrevendo “alto estima”, com L. Vamos esclarecer então que o “auto”, com U, em “autoestima” não é o contrário de “baixo”! Auto refere à próprio, ou seja, autoestima é estima própria. Portanto, não existe “baixa-estima”, somente “baixa autoestima”. Alto com L refere à altura e é o contrário de baixo, “alto-estima” não existe! E não tem hífen? Não tem mais! De acordo com a nova ortografia da língua Portuguesa, desde 2009, ‘auto-estima’ virou ‘autoestima’.

A melhor definição para autoestima é a saúde emocional e mental através da valorização pessoal. Por que valorização? Porque qualquer desequilíbrio emocional ou mental (que não seja realmente físico como uma doença mental), provém de uma semente de desvalorização pessoal. É no próprio no conceito que se tem de si mesmo que nasce ou morre a autoestima.

A autoestima sadia é construída com base no autoconhecimento e desvinculada do mundo exterior. Muito se critica hoje em dia o papel da mídia da construção da autoestima das crianças que se tornarão adultos inseguros, por jamais conseguirem se equiparar ao padrão ideal que é mostrado na TV e nos filmes. Quando a autoestima está vinculada ao mundo exterior, invariavelmente ela estará comprometida e permanecerá numa posição de fragilidade constante, dependendo dos estímulos externos para manter-se, digamos, positiva. Não podemos nem sequer usar a palavra sadia nesse caso, pois não há nada sadio em associar o próprio valor pessoal às demandas sociais estabelecidas por outros.

Criticamos a mídia hoje em dia, mas se pensarmos bem, em toda a história da humanidade houveram grupos que definiam padrões de moda e comportamento e ditavam o que era digno de ser valorizado e o que deveria ser rejeitado. A baixa autoestima portanto, não é um problema da atualidade e não é “culpa” da mídia, da TV ou de Hollywood. Indivíduos que rejeitam as determinações externas e constróem seus conceitos de valor próprio independente da sociedade sempre existiram, assim como pessoas fracas que dependem dos padrões preestabelecidos para se situar na vida e adoram usar os problemas do mundo para justificar seus fracassos e vacilos.

Um ponto a ser observado é que qualquer pessoa pode virar a mesa e construir uma autoestima sadia do zero. Ninguém nasce com baixa autoestima e está condenado a viver assim para o resto da vida como se tal coisa fosse uma doença crônica! A baixa autoestima geralmente está ligada à más experiências passadas, má educação (ninguém nos ensina a valorizar a nós mesmos quando estamos crescendo) e inércia (a percepção de que ‘todo mundo’ é assim e a vida é assim mesmo). Todo um novo universo se abre quando a pessoa se dá conta de que não precisa ser assim, que ela pode aprender sobre si mesma, se desligar das comparações com o mundo exterior e desenvolver um melhor senso de valorização pessoal.

GOSTOU DESTE ARTIGO?

Cadastre-se para receber mais artigos como este. Você também receberá gratuitamente o link para download do e-book “Os Princípios da Excelência Pessoal” de Fran Christy:

NomeE-Mail

Sobre Fran Christy

Fran Christy é formada em administração de empresas com especialização em planejamento estratégico. Fran vive em Seattle, EUA, é fundadora do Excellence Studio e escreve sobre desenvolvimento pessoal, produtividade e estratégias de vida. Fran Christy é autora dos livros Planejamento Estratégico PessoalManual de Definição de MetasManual de Administração do Tempo e Um Sentido para a Vida Website pessoal da autora: http://www.vivendointensamente.com.br
Google +

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s