As ameaças da Petrobrás e o silêncio dos representantes sindicais no GT


É de extrema gravidade, para não dizer irresponsabilidade, que a Petrobrás torne pública uma proposta que, segundo se entende do anexo, teria sido construída a partir de discussões que vêm ocorrendo dentro do grupo de trabalho montado para isso, sem que os Sindipetros da FNP e da FUP, conselheiros eleitos e demais participantes desse GT, que chamaram para si, sem qualquer assembleia para discutir assunto de tal monta, a responsabilidade de falar, ilegalmente, em nome de mais de 70.000 participantes e suas respectivas famílias, entre eles mais de 50.000 assistidos, tenham tomado qualquer posicionamento contrário ao que ali está escrito.

Após meses, sem qualquer informação transparente, nossos assistidos, com idade avançada, vêm sendo tratados como senis, pois não lhes cabe opinar sobre nada, a não ser sofrer na pele a tensão que um equacionamento imoral, pois produzido criminosamente, conforme vem demonstrando tardiamente, órgãos fiscalizadores acionados oportunamente, está trazendo sobre o final de suas vidas.

Imoralmente, irresponsavelmente, os participantes do GT, estão calados, enquanto a patrocinadora dá o tom daquilo que ela pretende enfiar no coração dos investidores do PPSP.

Sérgio Salgado

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s